quarta-feira, 22 de agosto de 2012

No Ceará mais de 700 indenizações foram pagas por mortes em acidentes de trânsito

 

Aproximadamente 723 indenizações foram pagas até março de 2012 pelo seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (Dpvat) às famílias de vítimas que morreram em acidentes de trânsito no Ceará, segundo dados de pesquisa realizada pela administradora do seguro, Seguradora Líder Dpvat.

Os números do Ceará representam 5% do total pago no Brasil durante esse período. Ao todo, 14.462 mil indenizações por morte foram repassadas às famílias de vítimas de acidente de trânsito no País. Apesar do número de indenizações pagos a mulheres ter dobrado em igual período de 2011, os homens ainda correspondem a 77% das vítimas que receberam o benefício. Confira mais números:

Mais de 700 indenizações foram pagas por mortes em acidentes de trânsito no Ceará

Como funciona

O Dpvat também cobre vítimas que sofreram danos que provocaram a invalidez permanente, além de garantir o reembolso para cobrir os gastos com despesas médicas. A indenização pode ser solicitada até três anos depois do acidente. A legislação exige que todos os proprietários de veículos automotores sejam obrigados a pagar o Seguro Dpvat e qualquer vítima de acidente de trânsito pode requerer a indenização.

De acordo com o diretor da Seguradora Líder, Ricardo Xavier, o procedimento para o recebimento do seguro pelas vítimas de trânsito é simples e alerta para o fato de que não é necessário intermediário para dar entrada no pedido de indenização. “Ninguém melhor que o próprio cidadão para preservar seus direitos. Há seguradoras em todo o Brasil para receber as vítimas de trânsito. Basta apresentar os documentos na seguradora escolhida no prazo de três anos a contar da data da ocorrência do acidente,” afirma.

Valores

O valor da indenização é de R$ 13.500 no caso de morte e de até R$ 13.500 nos casos de invalidez permanente, variando conforme o grau da invalidez, e de até R$ 2.700 em reembolso de despesas médicas e hospitalares comprovadas. Os beneficiários das indenizações em caso de morte podem ser o cônjuge, se a vítima for casada, ou o companheiro(a) equivalente ao cônjuge. Os pais, mães, avôs, avós, filhos e filhas também podem receber o benefício.

Os recursos do Seguro Dpvat são financiados pelos proprietários de veículos, por meio de pagamento anual. Do total arrecadado, 45% são repassados ao Ministério da Saúde (SUS) para custeio do atendimento médico-hospitalar às vítimas de acidentes de trânsito em todo Brasil. 5% são repassados ao Ministério das Cidades para aplicação exclusiva em programas destinados à prevenção de acidentes de trânsito. Os demais 50% são voltados para o pagamento das indenizações.

Postado por Portal Urbanas

Nenhum comentário:

Postar um comentário