domingo, 5 de agosto de 2012

Atiradores atacam templo religioso nos Estados Unidos e matam pelo menos sete pessoas

Renata Giraldi*
Repórter da Agência Brasil

Brasília – A Polícia de Oak Tree, nos Estados Unidos, informou hoje (5) que matou um dos responsáveis pelo tiroteio em um templo religioso da comunidade sikh. Pelos dados preliminares, pelo menos sete pessoas morreram e cerca de 30 ficaram feridas. Ainda há pessoas presas no templo.

O tiroteio ocorreu nesta manhã durante uma reunião no templo de Oak Tree, em um subúrbio de Milwaukee, em Wisconsin. O presidente da sociedade religiosa sikh no estado, Gurcharan Grewal, disse que os policiais continuam no local. Foi pedido apoio do FBI, o Departamento de Investigação Federal dos Estados Unidos. A área na qual fica o templo foi isolada.

A religião sikh diz que que os seres humanos estão separados de Deus em decorrência do egocentrismo que caracteriza a humanidade. Os adeptos acreditam no carma e na reencarnação. Alguns estudiosos dizem que a religião tem elementos do hinduísmo e do islamismo. Os homens da religião usam como segundo nome singh (leão) e as mulheres, kaur (princesa).

O primeiro-ministro da Índia, Manmohan Singh, é sikh. Os homens da religião são apontados como guerreiros e, assim como as mulheres, não devem cortar os cabelos. Os homens usam turbantes e as mulheres cobrem os cabelos com lenços.

Nenhum comentário:

Postar um comentário