segunda-feira, 28 de novembro de 2011

VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA DE SOBRAL REALIZA ENCONTRO SOBRE "CALAZAR".

 

A Secretaria da Saúde e Ação Social de Sobral, através da Coordenação de Vigilância Epidemiológica, realizará no dia 5 de Dezembro, no Centro de Zoonose, a partir das 14h um Encontro Intersetorial para discutir o Calazar.
Uma equipe multiprofissional foi estrategicamente formada pelas várias coordenações da Secretaria da Saúde para apresentação dos estudos de caso dos óbitos por Calazar ocorridos em Sobral que envolvem: Atenção Primária e Secundária, Vigilância dos Setores Biológicos de Risco, Centro de Zoonoses, Políticas de Saúde, Auditoria, Hospitais e Santa Casa através do Núcleo de Vigilância Epidemiológica, Madre Rosa que atende doenças infectocontagiosas e equipes formadas por representantes dos Centros de Saúde da Família de cinco territórios (Junco, Coelce, Estação, Padre Palhano e Sinhá Saboia), Vigilância à Saúde e NASF – Núcleo de Apoio da Saúde na Família.

A DOENÇA...
A leishmaniose ou Calazar é transmitida através da picada de um mosquito popularmente conhecido por mosquito palha, cangalhinha ou asa branca, que quando pica o cão doente transmite a doença para o homem.

Os principais sintomas no homem são: febre que dure mais de 15 dias, falta de apetite, aumento do baço e do fígado, causando dor abdominal, emagrecimento e fraqueza, palidez. Como o Calazar é uma doença grave, ao perceber os primeiros sinais do calazar, procure imediatamente a Unidade de Saúde mais próxima da sua casa, para avaliação médica e, se necessário realizar os exames específicos. O tratamento está disponível na rede pública. É necessário detectar a doença logo no seu início, pois, dessa forma, são evitadas as complicações que levam a morte.

Por: Coord. de Comunicação da Sec. de Saúde/PMS.

Do Blog Politica e algo mais

Nenhum comentário:

Postar um comentário