quarta-feira, 9 de novembro de 2011

PDT AMEAÇA DILMA E MINISTRO DIZ QUE SÓ SAI ABATIDO NA BALA.

 

Alvo de denúncias de corrupção, o ministro do Trabalho, Carlos Lupi, afirmou que tem o apoio “total” da presidente Dilma Rousseff (PDT) e de seu partido, o PDT, para continuar no cargo. Durante entrevista coletiva encerrada na tarde desta terça-feira (08), Lupi, que é presidente licenciado do PDT, avisou que para tirá-lo do cargo, “só abatido a bala e tem que ser bala forte, porque eu sou pesadão”.

Questionado sobre a confiança de Dilma nele, o ministro declarou que “duvida” que a presidente o tire do cargo. Já o líder do PDT na Câmara, Giovani Queiroz (PA), avisou que, se Lupi for demitido, o PDT deixa a base aliada ao governo.

“Com (a eventual saída do) o ministro Lupi, sai o PDT”, declarou Giovani Queiroz, que acompanhou a coletiva ao lado de Lupi, assim como o líder da bancada no Senado, Acir Gurgacz (RO), a fim de demonstrar a unidade do partido em torno de seu dirigente.

Fonte: jangadeiro online.

Nenhum comentário:

Postar um comentário