terça-feira, 22 de novembro de 2011

Câmara de Vereadores derrota veto d Prefeito Veveu Arruda sobre o uso de celulares em agências bancárias.

 

Numa votação secreta realizada pela Câmara Municipal de Sobral, foi colocado para apreciação do plenário o Veto Parcial Prefeitural nº 003/11, Referente ao Projeto de Lei nº 1395/11 – 27/10/11 .

Ementa: Veda a utilização de aparelhos móveis de telefonia e rádios de comunicação no interior de agências bancárias e postos de atendimento bancário do Município de Sobral e dá outras providências. Autoria: Poder Executivo Municipal.

Com a votação dos 11 vereadores presentes, o resultado foi de 6 SIM e 5 NÃO. sendo assim, devidamente derrotado o veto prefeitural.

DETALHE - Vereador Marco Prado ressaltou que pela primeira vez que nesta Casa houve um amadurecimento político. Há muito tempo que não havia um veto prefeitural derrotado neste plenário.

Por BENÉ FERNANDES

Um comentário:

  1. Não custa nada ficarmos atentos!

    O Sindicato dos Professores realizará amanhã, em Fortaleza,
    uma assembléia com propostas de manutenção da greve.

    Circulam informações de que o Governador do Ceará,
    com a ajuda do prefeito de Sobral, está organizando
    um grupo de professores de Sobral para irem para Fortaleza
    na madrugada de quarta-feira, com o intuito de aumentarem
    os votos contrários à manutenção da greve.

    É claro que os professores que serão levados são aqueles
    que de alguma forma temem (ou devem) aos Ferreira Gomes!

    (Quem será que vai pagar estes ônibus???
    A prefeitura? O Governo do Estado?)

    Esta é a idéia do nosso governador (ditador):
    levar o maior número de professores "do seu lado"
    para votar contra o que é de direito da maioria.

    Em Sobral, inclusive, planejam uma reunião, hoje ainda,
    em um buffet local, para planejarem um movimento
    para tentar valorizar as propostas do governador
    nessa assembléia.

    Repassem para que chegue ao maior número de professores possível.

    Nessa hora, blogs e facebooks ajudam a contruir a democracia,
    divulguem!

    ResponderExcluir