quarta-feira, 16 de novembro de 2011

A operação policial nas favelas do Rio de Janeiro

 

Antônio Ibiapino é membro do PT Ceará comandantey@yahoo.com.br

Estamos vendo uma grande operação policial nas favelas do Rio de Janeiro, segundo os governos a ideia é pacificá-las. Esperamos e devemos acreditar que a tarefa seja possível de alcançar. Todavia é necessário perguntar: por que não fizeram isso antes? Por que esperaram primeiro o fortalecimento do crime, para depois combatê-lo? Sempre que os governos são incapazes e medíocres o resultado é indubitavelmente a tragédia.

Milhares de pessoas tiveram que morrer e, outras tantas foram irremediavelmente contaminadas com as drogas e outros vícios a elas inerentes; para que as autoridades iniciassem algum tipo de providência. Neste caso penso que não é absurdo dizer: “A tragédia do Rio de Janeiro, não foi causada pelos criminosos, mas por quem criou os criminosos” esses sim, são os responsáveis pela desgraça da cidade “Maravilhosa”.

SEGUNDO COMENTÁRIO:

Uma professora brasileira pediu para que uma aluna, ainda criança fizesse um contato com um pedófilo; o contato seria pela internet e, serviria como trabalho escolar. O foto gerou uma grande polémica e já causou o afastamento da “educadora”.

Penso que essa senhora deveria ser demitida por justa causa e também processada por atentado violento a inocência e por incapacidade intelectual. Quem já viu promover um diálogo entre uma inocente e um criminoso, psicopata e tarado? Somente uma pessoa estupida seria capaz de promover um absurdo desse tipo.

TERCEIRO COMENTÁRIO:

Eu tenho um amigo, que trabalha num hospital especializado no tratamento do câncer, ele é engenheiro nuclear, função de elevada responsabilidade, que apenas alguns homens ou mulheres podem desempenar em virtude de sua complexidade. Pois bem, o salário de um engenheiro nuclear em nosso país é: sessenta e seis mil, seiscentos e sessenta e seis vezes, menor do que o salário de um jogador de futebol.

Com absoluta certeza, nada é mais importante do que a vida, no entanto as sociedades capitalistas constantemente invertem os valores; como no caso citado, onde imbecis como: Ronaldo, Adriano e Neymar são transformados em deuses, enquanto que um cientistas é colocado na vala comum, sem merecer se quer uma citação. Lamento, mas ao mesmo tempo compreendo, porque esta é a natureza da nossa imprensa e de parte da nossa pobre sociedade. Tão pobre, que só possui dinheiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário