quinta-feira, 29 de julho de 2010

PETRA VEM AO BRASIL - CANDIDATOS MINEIROS BARRADOS PELO FICHA LIMPA

Está confirmado. Haverá shows do Petra no Brasil em 2010. Não se tem muito o que falar, o título é auto-explicativo e o que importa é que John Schillit virão às terras tupiniquins para mostrar porque voltaram à ativa!

Até agora os shows confirmados são:

Petra em Curitiba
14 de Agosto de 2010
Curitiba Master Hall às 7:00 PM
http://www.diskingressos.com.br

Petra em Goiania
13 de Agosto de 2010
Goiania Arena às 8:00 PM
Arquibancada R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia)
Área VIP: R$ 80 (inteira) e R$ 40 (meia)
Também haverá shows de Superchick e Shawn McDonald
Ingressos: http://www.tickettime.com.br

Fonte: DotGospel.com
Postado por Edilson Silva.




SETE DAS TRÊS CANDIDATURAS BARRADAS PELO FICHA LIMPA SÃO DE MINEIROS.

A Lei da Ficha Limpa, aprovada ainda neste ano, já está barrando vários candidatos a estas eleições. Até o momento, de acordo com a Justiça Eleitoral, oito candidatos em todo o país já foram cortados pela lei, sendo que somente no Estado três candidatos tiveram a sua candidatura impugnada devido à norma, entre os nomes está o deputado federal Silas Brasileiro (PMDB).
Enquanto o Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE-MA) entendeu que a Lei da Ficha Limpa (Lei Complementar 135/10) não vale para condenações anteriores à sanção da nova regra, as cortes eleitorais de outros estados já barraram a candidatura de pelo menos oito postulantes com problemas na Justiça, três candidatos em Minas, três no Espírito Santos, um em Santa Catarina e um no Ceará.
Silas Brasileiro, de acordo com o juiz, foi condenado à suspensão de direitos políticos pelo período de oito anos por ato de improbidade administrativa, após decisão do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), em 23 de dezembro de 2002.
Além deste, Antônio Carlos Bouzada, candidato a deputado estadual pelo PCdoB, também pode ficar fora das eleições de 2010. Ele está com os direitos políticos suspensos por ter sido condenado como corréu em uma ação civil pública protocolada em 1994 pelo Ministério Público.
Já com uma lista extensa de complicações eleitorais, o outro mineiro barrado pelo Ficha Limpa é o ex-prefeito de Montes Claros e candidato a deputado estadual Athos Avelino Pereira (PPS) em uma ação proposta pelo Ministério Público Eleitoral. O candidato, além de cair na lei, teve a inelegibilidade decretada pelo TRE-MG em 2009 por abuso de poder político na campanha de reeleição a prefeito - ele também não apresentou documentos exigidos para o registro (certidões criminais e cíveis e comprovante de escolaridade).
Entretanto, cada candidato que teve seu registro indeferido ainda pode apresentar à Justiça Eleitoral um recurso para que seja avaliado. Vale lembrar que em Minas foram apresentadas 652 impugnações - ainda em fase de avaliação pelo TRE, até o dia 5 de agosto. (GS)
FONTE - jORNAL DE UBERABA - POSTADO POR EDILSON SILVA

Nenhum comentário:

Postar um comentário