sexta-feira, 16 de julho de 2010

Descoberto crime encomendado em Mucambo

Um possível caso de pistolagem pode ter sido descoberto pela Polícia Civil de Ibiapina (distante 302Km de Fortaleza). De acordo o depoimento do ex-detento Aristeu Eduardo de Sousa, 41, preso na tarde de quarta-feira (14), ele foi contratado pelo vice-prefeito da cidade de Mucambo, Welliton Paulino Nepomuceno, para matar uma pessoa naquela cidade. Como prêmio pelo "serviço" receberia a quantia de R$ 50 mil.

Segundo Eduardo, tudo foi acertado no sábado, dia 10, em um restaurante na cidade de Ibiapina, que fica a12 km de Mucambo. Porém só tomou conhecimento de se tratava do prefeito Manuel Ribeiro, num segundo encontro, quando recebeu a fotografia. Parte do pagamento, ou seja, R$ 4 mil, seria repassado na segunda-feira (12) quando os dois voltasse a se encontrar e o restante após a execução do prefeito.

O delegado de Ibiapina, José Caetano Figueiredo, informou que além de Aristeu Eduardo, outra pessoa também pode estar envolvida no caso. "Nós já sabemos de ele (Eduardo) esteve na casa do vice-prefeito na tarde da segunda-feira na companhia de outra pessoa. E que antes os dois foram vistos no restaurante onde o possível encontro tenha acontecido", disse o delegado.

Em depoimento prestado na delegacia daquela cidade, o vice-prefeito Wellinton Nepomuceno, confirma que esteve no restaurante citado por Eduardo, porém o encontro foi casual. E que ficou surpreso ao receber a notícia de que estava sendo acusado de ter contratado matadores de aluguel para executar o seu correligionário Manuel Ribeiro.

A esposa do vice-prefeito Maria da Conceição Souza Lima, deverá prestar depoimento na tarde hoje (sexta). "Este homem que está preso veio na minha casa, na segunda-feira, a procura do meu marido. Como ele (marido) não se encontrava em casa, ele me puxou pelo braço para dentro de casa e disse que tinha vindo matar o meu marido a mando do prefeito. Ele disse que Manuel Ribeiro lhe contratou por R$ 4 mil".

Extorsão

Para o delegado regional de Tianguá, Anastácio Muniz que deverá prosseguir nas investigações, caso se confirme a versão que será apresentada pela esposa do vice-prefeito não se trata uma tentativa de pistolagem e sim de crime de extorsão. "O suspeito já responde por crime dessa natureza na Comarca de Ibiapina", disse Anastácio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário