terça-feira, 23 de setembro de 2014

Justiça do Trabalho do Ceará agenda 2.407 audiências para Semana de Execução Trabalhista

 

As 37 varas do trabalho do cearenses agendaram 2.407 audiências para a Semana Nacional de Execução Trabalhista, que começou nesta segunda (22/9). Durante cinco dias, juízes e servidores do Tribunal Regional do Trabalho do Ceará tentarão promover acordos, rastrear bens e valores em contas correntes em nome dos devedores. O objetivo é assegurar o pagamento das dívidas trabalhistas.

Na abertura da Semana, realizada na manhã desta segunda-feira (22/9), o presidente do TRT/CE, desembargador Tarcísio Guedes Lima Verde Júnior, e corregedor-regional, desembargador Jefferson Quesado Júnior, anunciaram a criação de uma agenda propositiva para garantir o pagamento de créditos a cidadãos que venceram disputas trabalhistas.

"Vamos fazer um levantamento da vida financeira de todo devedor. Onde ele tiver um centavo, nós vamos buscar", afirmou o desembargador Jefferson Quesado Júnior. Entre as medidas anunciadas estão a realização de um feirão de bens de devedores, a criação de um Núcleo de Pesquisa Patrimonial e a promoção de cursos para capacitar advogados, calculistas e assistentes de juízes.

Semana de Execução: Este é o quarto ano consecutivo que a Justiça do Trabalho realiza um mutirão para solucionar processos na fase de execução. No ano passado, foi assegurado o pagamento de R$ 45,02 milhões em créditos a trabalhadores do Ceará. O TRT/CE realizou 419 audiências e 207 acordos em processos na fase de execução.

Nenhum comentário:

Postar um comentário