terça-feira, 7 de janeiro de 2014

Roberto Claudio defende IPTU e chama opositores de “abutres”


O prefeito Roberto Cláudio defendeu o aumento do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), ontem, e classificou de oportunista o movimento da oposição contra o IPTU. “São abutres e estão trabalhando contra o interesse de Fortaleza”, disse o prefeito, ao responder sobre a Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) protocolada por representantes do PT e PR.
Para ele, a ação é movida “pelo ódio” e “pelo rancor” e a vontade de atuar contra o interesse público. “Não quero nominar. Mas, é uma ação movida pelo ódio e rancor ainda de ressaca da eleição”, disse, acrescentando que a oposição é importante, quando é motivada pelo benefício do coletivo.
As declarações foram feitas antes da solenidade de posse do promotor de Justiça Ricardo Machado à frente da Procuradoria Geral de Justiça do Ceará (PGJ-CE).
Durante entrevista, RC ainda enfatizou a ideia de que o aumento afetará com maior intensidade os bairros mais ricos, enquanto a população que mora em bairros mais pobres terá um impacto menor, segundo explicou. O prefeito defendeu que o reajuste do imposto vai permitir aumentar a base arrecadatória para fazer investimentos na cidade.
Na tarde de ontem, lideranças do PT e do PR protocolaram uma Adin com pedido de liminar para a suspensão do aumento do tributo. O aumento do IPTU, que varia entre 15% e 35% e se estende para os próximos anos, entrou em vigor este ano.

Postado por pompeumacario

Nenhum comentário:

Postar um comentário