quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

Medicamento para tratamento da Aids terá 100% de produção nacional

 

PT, PT na Câmara, Liderança do PT, HIV, AIDS, medicamentos, remédio, produção nacional, combate,

remedios

O Diário Oficial da União publicou nesta semana o registro do medicamento Sulfato de Atazanavir nas concentrações 150 mg, 200 mg e 300mg. A credencial significa uma importante conquista tanto para a unidade, que poderá produzir o antirretroviral, quanto para o Brasil, que terá a garantia do abastecimento do Sistema Único de Saúde (SUS) pelo Instituto de Tecnologia em Fármacos (Farmanguinhos/Fiocruz).

O medicamento é fruto de uma Parceria de Desenvolvimento Produtivo (PDP) firmada entre Farmanguinhos e o laboratório americano Bristol-Myers Squibb. O acordo inclui a transferência da tecnologia, a fabricação e a distribuição do medicamento pelo período de cinco anos. Nos dois primeiros anos da parceria, o laboratório americano se compromete a fornecer o remédio com a embalagem de Farmanguinhos, como já acontece desde 2013.

A produção será realizada no Complexo Tecnológico de Medicamentos, de Farmanguinhos, em Jacarepaguá, a partir de 2015. A parceria prevê ainda a transferência da tecnologia do Insumo Farmacêutico Ativo (IFA) a uma indústria farmoquímica privada nacional, assegurando toda a cadeia produtiva do remédio em território brasileiro.

O Sulfato de Atazanavir é um antirretroviral usado no tratamento de pacientes com HIV/Aids. É indicado para início de terapia e atua como inibidor de protease na composição de esquemas terapêuticos das diretrizes internacionais do Departamento de Saúde dos Estados Unidos, da Sociedade Internacional Antiviral, da Sociedade Clínica Europeia de Aids e da Organização Mundial da Saúde (OMS).

O Brasil é referência mundial no enfrentamento ao HIV e à doença propriamente dita. Há 16 anos, o SUS garante acesso universal a todos os medicamentos necessários para o combate ao HIV, além de exames e acompanhamento médico, que beneficiam 217 mil brasileiros. Além disso, o SUS oferece tratamento antirretroviral a 97% dos brasileiros diagnosticados com Aids. O Ministério da Saúde disponibiliza gratuitamente 20 antirretrovirais, que representam investimentos de R$ 850 milhões por ano na aquisição dos medicamentos.

PT na Câmara com site Portal Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário