sábado, 14 de março de 2009

Emília Fernandes: "Alcance da crise mundial no Brasil será menor do que esperam os


A deputada Emília Fernandes (PT-RS) concordou com as previsões feitas na semana passada pelo presidente do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), Márcio Pochmann, de que a economia brasileira sairá fortalecida neste ano, apesar da dimensão da crise mundial. "Já estamos passando pelo pico da crise. O desempenho do PIB do ano passado fez com que o País entrasse fortalecido neste furação", disse.
Segundo ela, a crise está afetando o mundo todo e não será diferente no Brasil. "Mas aqui o alcance será muito menor do que esperam os derrotistas, aqueles que torcem pelo quanto pior melhor".
A petista elogiou as medidas do governo Lula para combater os reflexos da crise e descartou a instituição de comitês – como apregoa a oposição – para administrar seus efeitos. "Não podemos criar comitês ou comissões para tratar de crise. Isso sim prejudicaria ainda mais a economia. O governo já está tomando as medidas necessárias, ao contrário do governo FHC, que fez uma série de privatizações e fechou muitos postos de trabalho", destacou. O governo FHC também foi responsável pelo apagão energético de 2001.
O presidente do Ipea, Márcio Pochmann, não acredita na possibilidade de que o país feche 2009 em recessão. "Nós continuamos trabalhando com a perspectiva de crescimento. Agora, o tamanho deste crescimento é que nós não temos ainda uma condição de avaliar. O diferencial brasileiro é exatamente este: que a discussão se dê em torno exatamente do tamanho do crescimento e não sobre a possibilidade de recessão como no resto do mundo", disse Pochmann.


Postado por: Jacinto Pereira

Nenhum comentário:

Postar um comentário