quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Justiça nega liberdade a empresário ‘Magrão’, preso novamente em Sobral

 

Ex-secretário da Cultura do município e outros acusados por fraudes em licitações estão foragidos.

Anderson Pires
jornalismo@cearanews7.com.br

Sobral (CE).

Por solicitação da Procuradoria de Combate a Crimes Contra a Administração Pública (PROCAP), do Ministério Público do Ceará, o ex-secretário da Cultura da Prefeitura de Sobral e três empresários da região tiveram seus pedidos de prisão temporária expedidos pela Justiça. A detenção do grupo tem como objetivo impedir possíveis intervenções no processo que investiga o desvio de recursos públicos da Secretaria, no qual eles são citados como responsáveis. Os promotores de eventos teriam sido beneficiados com contratos obtidos por meio de licitações fraudulentas, realizadas entre os anos de 2012 e 2013. O prejuízo aos cofres do município pode ter chegado a R$ 3 Milhões, com a promoção de festas de carnaval, réveillon e inaugurações.
Na operação, que teve início na manhã de terça-feira (11) e que também envolve a busca e apreensão de documentos, até o momento, apenas o empresário Fabrício Viana Rodrigues, mais conhecido como “Magrão”, foi preso. Ele foi encontrado em Sobral e encaminhado para a Delegacia de Capturas, em Fortaleza. Nesta quarta-feira (12), a Justiça negou o pedido de liberdade requisitado pela devesa do acusado. Fabrício já tem passagem pela polícia, tendo sido preso em 2013 durante a operação “Carcará”, que investigou fraudes na contratação de cooperativas de trabalhadores pela Prefeitura de Sobral.
O ex-secretário e os outros dois empresários são, agora, considerados foragidos da Justiça. O nome dos envolvidos não foi divulgado oficialmente pela PROCAP, pois o processo segue em sigilo judicial. No entanto, sabe-se que, durante o período em que são apontadas as irregularidades, Antonio Carlos Campelo Costa estava no comando da pasta da Cultura e Turismo do município. Hoje, ele ocupa um cargo comissionado no Gabinete do prefeito Veveu Arruda (PT), de acordo com o Tribunal de Contas dos Municípios do Ceará.
A Prefeitura de Sobral se pronunciou sobre o caso apenas por meio de nota à imprensa. Veja a íntegra da declaração.

http://www.cearanews7.com.br/ver-noticia.asp?cod=22013

Nenhum comentário:

Postar um comentário