sexta-feira, 23 de maio de 2014

Gilvan Azevedo e o novo presidente do Sindicato dos Servidores Municipais de Sobral (Sindsems)

O professor Gilvan Azevedo e o novo presidente do Sindicato dos Servidores Municipais de Sobral (Sindsems) <br /><br />O Sindicato dos Servidores Municipais de Sobral (Sindsems) amplia seu atendimento graças ao novo “Staff” que compõem a atual diretoria executiva do sindicato.<br /><br />Com a nomeação do sindicalista Célio Brito, para assumir o cargo de coordenação de mobilização social da Casa dos Conselhos de Sobral, foi necessário o seu licenciamento para poder focar em seu novo trabalho e o sindicato não sofrer nenhum abolo na sua atuação.<br /><br />Contudo, os sindicalistas realizaram recomposição da atual diretoria unificando secretarias e empossando suplentes da diretoria sem interferi no percurso natural do mandato agregando novos valores para buscar novas conquistas e alinhando a atuação.<br /><br />Com as mudanças foi apresentada a nova diretoria executiva do Sindsems, Gilvan Azevedo (presidente), Ocleciano Marçal (finanças), Erivelton Teixeira (Secretaria), Jani Mesquita (Mobilização), Mario Sérgio (Jurídico).<br /><br />Para os novos gestores do Sindsems, é compreensiva a saída do Célio Brito, uma vez que o mesmo conduziu bem a administração do sindicato durante os últimos cinco anos, sempre proporcionando o fortalecimento e a unidade dos trabalhadores e de toda a equipe de diretores, que o credencia para esse novo cargo.<br /><br />Segundo o Célio Brito, “Neste momento de despedida só tenho que agradecer pelo apoio e à colaboração de muitos sindicalizados que confiaram por duas vezes na minha liderança e principalmente a todos os diretores, assessores e colaboradores, que sem eles não teria conduzido por cinco anos a gestão do sindicato. Contudo, estarei ainda à disposição de todos para que a transição ocorra de forma mais tranquila e responsável possível sem prejuízo para a entidade”. Externou.<br /><br />A nova diretoria do sindicato acredita que a saída de um grande colaborador não descredibiliza a atuação dos demais diretores eleitos que permanecerão atuando para melhor representar os trabalhadores. Há um ano para concluírem o mandato sindical do triênio 2012/2015 para o qual foram eleitos como diretores.<br /><br />Com informações da assessoria de comunicação do Sindsems.

O Sindicato dos Servidores Municipais de Sobral (Sindsems) amplia seu atendimento graças ao novo “Staff” que compõem a atual diretoria executiva do sindicato.

Com a nomeação do sindicalista Célio Brito, para assumir o cargo de coordenação de mobilização social da Casa dos Conselhos de Sobral, foi necessário o seu licenciamento para poder focar em seu novo trabalho e o sindicato não sofrer nenhum abolo na sua atuação.

Contudo, os sindicalistas realizaram recomposição da atual diretoria unificando secretarias e empossando suplentes da diretoria sem interferi no percurso natural do mandato agregando novos valores para buscar novas conquistas e alinhando a atuação.

Com as mudanças foi apresentada a nova diretoria executiva do Sindsems, Gilvan Azevedo (presidente), Ocleciano Marçal (finanças), Erivelton Teixeira (Secretaria), Jani Mesquita (Mobilização), Mario Sérgio (Jurídico).

Para os novos gestores do Sindsems, é compreensiva a saída do Célio Brito, uma vez que o mesmo conduziu bem a administração do sindicato durante os últimos cinco anos, sempre proporcionando o fortalecimento e a unidade dos trabalhadores e de toda a equipe de diretores, que o credencia para esse novo cargo.

Segundo o Célio Brito, “Neste momento de despedida só tenho que agradecer pelo apoio e à colaboração de muitos sindicalizados que confiaram por duas vezes na minha liderança e principalmente a todos os diretores, assessores e colaboradores, que sem eles não teria conduzido por cinco anos a gestão do sindicato. Contudo, estarei ainda à disposição de todos para que a transição ocorra de forma mais tranquila e responsável possível sem prejuízo para a entidade”. Externou.

A nova diretoria do sindicato acredita que a saída de um grande colaborador não descredibiliza a atuação dos demais diretores eleitos que permanecerão atuando para melhor representar os trabalhadores. Há um ano para concluírem o mandato sindical do triênio 2012/2015 para o qual foram eleitos como diretores.

Com informações da assessoria de comunicação do Sindsems.

Nenhum comentário:

Postar um comentário