quinta-feira, 19 de setembro de 2013

TSE tem processo contra 11 governadores; CID GOMES é um dos ACUSADOS

 

A um ano das próximas eleições, 11 governadores estão com seus mandatos pendurados no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A denúncia é do site Congresso em Foco, que aponta que não há prazo para julgamento desses casos, o que aumenta as chances de eventuais cassações perderem o efeito no tempo.

O governador é acusado de abuso de poder econômico e político

O governador é acusado de abuso de poder econômico e político (FOTO: Agência Brasil)

Entre os governadores, está o do Ceará, Cid Gomes (PSB). Segundo o TSE, a coligação adversária alega que Cid teria utilizado indevidamente a propaganda institucional com o objetivo de promover sua candidatura. Além disso, o governador também é acusado de abuso de poder econômico e político. A relatora do caso é a ministra Laurita Vaz.
Único julgamento
Segundo a reportagem, há dois anos, o tribunal tinha 12 casos de governadores para serem julgados, julgando apenas um processo durante esse período. O caso foi o da governadora do Rio Grande do Norte, Rosalba Ciarlini (DEM), que acabou sendo absolvida das acusações de abuso de poder econômico e político, uso indevido dos meios de comunicação social e gastos irregulares nas eleições de 2010.
A denúncia foi feita pelos adversários na disputa. Desde então, o TSE não julgou nenhum outro governador.
Confira a lista dos 11 governadores:
Acre – Tião Viana (PT)
Alagoas – Teotônio Vilela (PSDB)
Amazonas – Omar Aziz (PMN)
Ceará – Cid Gomes (PSB)
Mato Grosso do Sul – André Puccinelli (PMDB)
Maranhão – Rosena Sarney (PMDB)
Minas Gerais – Antônio Anastasia (PSDB)
Piauí – Wilson Martins (PSB)
Rio de Janeiro – Sérgio Cabral (PMDB)
Roraima – Anchieta Júnior (PSDB)
Tocantins – Siqueira Campos (PSDB)

Fonte: http://sobraldetudo1pouco.blogspot.com.br/2013/09/tse-tem-processo-contra-11.html

Um comentário:

  1. No caso do sergio Cabral, isso nao faz diferença ja que o processo contra ele é um conjunto de falácias q nao tem como provar... coisa de oposição...

    ResponderExcluir