terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Primeiros engenheiros agrônomos formados pela antiga Esam comemoram os 40 anos do curso

clip_image001

Após 40 anos, alunos da primeira turma do curso de agronomia da antiga Escola Superior de Agricultura de Mossoró (Esam), atualmente Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa), se reencontraram para relembrar a jornada durante graduação. O reencontro ocorreu no último sábado, 17.
Formados no ano de 1971 pela Esam, os 13 agrônomos resolveram promover o reencontro dos colegas para festejar os 40 anos da turma pioneira do curso de agronomia.
Os treze profissionais são: José Célio Holanda; Manoel Leonel Neto; Francisco das Chagas Nogueira; Jefferson Leite Calistrato. Boanerges Freire de Aquino; Humberto Otacílio de Mendonça; Elian de Lima Cosme; José Mendes de Araújo; Odaci Fernandes; Francisco de Assis; Maria Auxiliadora dos Santos; Pompeu de Medeiros e Valdir Alves.

Os familiares e amigos dos primeiros engenheiros agrônomos da Esam se juntaram a turma na programação alusiva realizada no último sábado. Após participarem de missa de ação de graças, o grupo promoveu o descerramento da placa nas dependências da Ufersa e confraternização à noite.

Para a engenheira agrônoma Maria Auxiliadora dos Santos, a sensação de estar na Universidade com os seus colegas é a mesma do filho pródigo. "É como voltar ao lar, às nossas origens. Essa turma para mim é como uma família e é uma satisfação reencontrar todos", diz.

Francisco de Assis Martins lembra que os alunos concluíram a graduação com a responsabilidade de serem os primeiros engenheiros agrônomos formados e tinham a missão de fazer a diferença no mercado. "Hoje eu vejo que os 13 concluintes daquela época conseguiram sucesso na profissão que escolheram. Todos hoje são bem-sucedidos e isso é uma grande felicidade", avalia o profissional.

O patrono da primeira turma de agronomia da então Esam é Jerônimo Dix-huit Rosado Maia e o paraninfo o governador José Cortez Pereira de Araújo.

Fonte: O Mossoroense.

Dr. Lima

Nenhum comentário:

Postar um comentário