segunda-feira, 21 de junho de 2010

Sobralenses lotam os bares da cidade no domingo


Um domingo à tarde, dia nublado e jogo da Seleção Brasileira, foram os ingredientes propícios para que os torcedores sobralenses procurassem os principais points da cidade. Nos bares da Avenida Doutor Guarany, lugar de concentração noturna, as cadeiras, foram transformadas em arquibancadas lotadas. Até mesmo os garçons, acostumados em circular entre uma mesa e outra, tinham dificuldades em atender à clientela.

Vuvuzelas sobralenses

Os telões, artigos de luxo em Copas anteriores, se multiplicavam em bares, praças e condomínios. A festa parecia mesmo ser brasileira e momentos antes da partida já começava o barulho estridente das cornetas e até de vuvuzelas improvisadas, para desespero de muitos. Durante a partida, momentos de ansiedade, principalmente no primeiro tempo, quebrada com o primeiro gol da Seleção Brasileira.

Mas há sempre quem troque a efervescência dos bares pelo aconchego do lar. Como exemplo, o policial militar Daniel, que reuniu, na casa do filho, a família e os amigos mais íntimos. Ao circular pela cidade, não era difícil encontrar famílias que seguiam o exemplo desse sobralense e também faziam a festa junto com os amigos.

Mulher pode não entender de impedimento, tática de jogo e outras coisas do futebol, mas são elas que dão um colorido diferente à festa. Se for para torcer, elas sabem fazê-lo como ninguém, combinando as cores e os adereços. E quando a bola balança a rede, elas dão um show em muito marmanjo.

Ansiedade

Se pararmos para observar, dar para ver nos pés o nervosismo de todos os brasileiros na hora do jogo. Dá para notar a cada chute perdido e passe errado da equipe de Dunga, a decepção no rosto dos torcedores. Quando surgiu o segundo gol, na ginga do atacante Luís Fabiano, a festa foi mais do que completa.

Com a boa vitória e a classificação assegurada para as oitavas-de-final ao término do jogo, fogos explodiram no ar e os torcedores se animaram com mais uma vitória.

Nenhum comentário:

Postar um comentário