domingo, 20 de junho de 2010

Nova estratégia de fortalecimento

O governador Cid Gomes (PSB), pessoalmente, comandou três encontros regionais do seu partido, no Interior do Estado (no Cariri, na Zona Norte e no Maciço de Baturité), ouvindo os correligionários sobre a posição da agremiação, no processo sucessório estadual. O compromisso dele era iniciar o ciclo de conversas com as lideranças dos demais partidos que poderiam formar no arco de aliança, patrocinando a chapa que liderará, na disputa deste ano, respaldado, simbolicamente, pelo PSB.

O PSDB, maior partido do Estado, sempre esteve nos planos do governador de formar na aliança. E a manifestação do PSB, tanto aprovando a ideia de inclusão dos tucanos no grupo de partidos da coligação, quanto dando autonomia para que o próprio Cid conduzisse os entendimentos, era a força que ele precisava para dizer ao PT local, como já dissera ao presidente Lula, que na chapa majoritária que encabeçará só há uma vaga para indicação dos petistas que é a de vice-governador.

A irresignação dos tucanos, externada no último dia 17, com o anúncio de que teriam candidato a governador, fez nascer uma nova estratégia para fortalecer o governador no quadro atual da política cearense e o enfrentamento à pretensão petista de indicar o candidato a vice-governador e um candidato ao Senado. (DN).

Nenhum comentário:

Postar um comentário