quarta-feira, 17 de junho de 2009

Servidores grevistas irão a Assembleia Legislativa

Um grupo de servidores de Fortaleza em greve foram ontem à Assembléia Legislativa pedir apoio aos deputados estaduais para que a Prefeitura da Capital abra um processo de negociação com as várias categorias que estão em greve. De acordo com a deputada Tânia Gurgel (PSDB) os servidores municipais se reuniram com o presidente da Assembléia, deputado Domingos Filho (PMDB). Ela aponta que, na ocasião, foi marcada para amanhã, uma reunião entre os servidores e o secretário de articulação política da Prefeitura, Waldemir Catanho.
O pedido dos servidores municipais, segundo ela, é simples, apenas querem que seja feita uma negociação junto à Prefeitura. Por falta de diálogo com os entes municipais, os servidores decidiram recorrer ao Poder Legislativo Estadual.Segundo a parlamentar do PSDB, a situação dos servidores do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), da Empresa Municipal de Limpeza e Urbanização (Emlurb) e de outras categorias em greve é sério, porque não há diálogo com a prefeita Luizianne Lins. Tânia Gurgel ainda atentou para o fato de que atualmente, são quase 20 mil servidores de Fortaleza que estão em greve ou em estado de greve. (DN).
Por Wilson Gomes

Nenhum comentário:

Postar um comentário