segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

Troca de bebês na Santa Casa de Sobral

Imagine dar a luz a uma menina e, na primeira troca de fraldas, perceber que o bebê que está em seus braços é um menino. Ou vice-versa. Essas situações foram vividas pelas mães Maria Juliana Coelho Carneiro, 22, e Delfina Rodrigues Silveira, 38. Elas tiveram seus bebês - uma menina e um menino, respectivamente - trocados, na manhã do último sábado, na Santa Casa de Misericórdia de Sobral. A direção do hospital, em nota, disse que está apurando as responsabilidades pela troca das crianças, nascidas na última quinta, dia 12.
Os dois bebês estavam no berçário da Santa Casa até que um deles, o filho de Delfina, recebeu alta. Já era noite quando a outra mãe, Juliana, ainda internada por estar com quadro de pressão alta, despertou para o engano. Ela, que mora no município de Massapê (distante 18km de Sobral), durante a troca de fraldas do seu primeiro filho, viu que a criança nos seus braços era um menino, e não uma menina. O desespero tomou conta de todos, chamando a atenção dos funcionários do hospital e denunciando que algo de errado teria acontecido.
Já no município de Reriutaba, a mãe que levou para a casa a filha, ao invés do filho, também demonstrava inquietação com o erro. “Acordei por volta das 16h para dar banho e trocar o meu filho, quando percebi que não era um homem, e sim uma mulher”, lembra Delfina, mãe pela segunda vez.
Em nota divulgada à imprensa, a direção da Santa Casa esclareceu que, “imediatamente à alta hospitalar (no sábado, dia 14), foi identificada a troca de bebês na maternidade”. “Constatado o problema, a Santa Casa solucionou a situação reunindo as famílias e identificando os bebês através de exame de tipo sangüíneo. Mesmo com o reconhecimento dos bebês por parte de suas mães, para maior segurança das famílias a Santa Casa providenciou ainda teste de DNA”, acrescenta a direção, ainda na nota.

Por Wilson Gomes

Nenhum comentário:

Postar um comentário