sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

Furto em hospital de Itapajé de equipamento radioativo

O roubo de peças que compõem um aparelho de Raio X - uma ampola de 3000 ampères e um gerador de energia - deixou em estado de alerta moradores, Polícia Civil e autoridades de saúde de Itapajé, a 123 quilômetros de Fortaleza. Ninguém sabe ao certo quando aconteceu e, até ontem, a questão mais preocupante era qual o grau de perigo que o aparelho poderia causar em quem o manuseasse. Muitos ligaram o foto ao acontecido em Goiânia (GO), com o césio-137.Mas, para alívio de todos, e segundo técnicos em radiologia, não existe mais aparelho de Raio X com alto grau de perigo fabricado no mundo que possa provocar morte de quem o viole pela radiação. O que o aparelho atual pode causar, ainda conforme os técnicos, são queimaduras ou explosão de pequena proporção.Mesmo assim, a secretária de Saúde do Município, Hosana Mônica Fernandes Tabosa, pede que a pessoa ou o grupo que levou o aparelho do Hospital Ibiapina Bastos devolva-o para evitar riscos, mesmo que pequenos. “Sei que o interesse é o chumbo, do qual é feito a caixa, mas é preciso entregar o mais breve possível e nem precisa se identificar”, apela ela. (Diario do Nordeste).

Por Wilson Gomes

Nenhum comentário:

Postar um comentário