sexta-feira, 11 de julho de 2008

UM SENADOR VAI CUSTAR R$ 1,7 MILHÃO POR ANO

Não tem escapatória, os políticos perderam (há muito tempo) a vergonha. Em reunião a portas fechadas, os senadores criaram mais um cargo de confiança para cada um deles. Com isso, o custo de cada parlamentar aumentou ainda mais.

Agora, os 81 senadores poderão contratar mais um “assessor técnico”, cujo salário é de exatamente R$ 9.979,24. O impacto anual do novo cargo será de pelo menos R$ 803,8 mil. O valor poder ser maior, já que há outras vagas, como as nove, por exemplo, nas lideranças partidárias. Com isso, cada senador passará a ter um custo global mensal de aproximadamente R$ 139,7 mil, ou seja, quase R$ 1,7 milhão por ano.

Assim, os 81 parlamentares terão um custo médio mensal de R$ 11,3 milhões por ano, totalizando R$ 135,8 milhões anuais.

Cada senador recebe R$ 16,5 mil de salário, com direito aos décimos terceiro, quarto e quinto (esses dois últimos concedidos no início e no final de cada sessão legislativa); têm direito a R$ 15 mil de verba indenizatória, R$ 3 mil de auxílio-moradia, R$ 4,2 mil de conta de telefone e correio, R$ 9,9 mil com passagens (em média, pois depende do estado de origem do parlamentar), gastos com combustível e um carro a disposição com motorista .

Por Wilson Gomes, informações Antena Paranoica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário