terça-feira, 22 de julho de 2008

Ufologia é atrativo turístico em Quixadá

Polêmico, misterioso, intrigante, impressionante para uns e cético para outros, o assunto relativo à existência ou não de outros seres no universo está se tornando um dos principais atrativos para quem busca como alternativa de lazer a exótica paisagem sertaneja da “Terra dos Monólitos”, no Sertão Central do Ceará, a 158 km da capital. Além da aparição de algumas naves sintéticas — asas-delta e parapentes — peculiares nos ares da região nesta época do ano, por ocasião do Sertão Esporte Aventura, os turistas são entretidos com relatos ufológicos e recebem até a visita de ETs. São os mascotes do Sebrae.
Na opinião do engenheiro Antônio Almeida, idealizador do empreendimento e do seminário sobre os objetos voadores não identificados (óvnis), além do passeio pelos pontos turísticos do município e das aventuras pelas diversas trilhas ecológicas espalhadas por ali, os registros de moradores, dos constantes surgimentos de óvnis, e os relatos do especialista prendem a atenção do público. Alguns se interessam tanto pelo assunto que se disponibilizam em serem submetidos a técnicas de regressão, uma forma de saberem se já foram abduzidos, alguma vez na vida, pelos ETs.
Ele mesmo confessa que começou a se impressionar com os últimos fatos constatados nas imediações de sua hospedaria. Almeida se refere à experiência vivida pelo motorista de uma equipe de televisão dias atrás. Iriam realizar uma vigília no mirante da fazenda. O objetivo era detectar e filmar óvnis, mas por pouco o jipe no qual seguiam viagem não desabou de um penhasco. “Não vi o motorista, mas Robisson e alguns funcionários me relataram a aflição dele quando retornou para cá. Estava muito assustado, dizendo que o carro dele havia sido levitado pelos ETs. Evitaram o acidente”, comentou Almeida.
Por Wilson Gomes, informações do Diário do Nordeste.

Nenhum comentário:

Postar um comentário