terça-feira, 15 de julho de 2008

O Senado Federal recuou da decisão de criar 97 cargos

Brasília - O Senado Federal recuou da decisão de criar 97 cargos com salário de quase R$ 10 mil sem concurso público para assessores de gabinetes e lideranças partidárias. Após repercussão negativa, a Mesa Diretora decidiu por unanimidade arquivar a proposta de criação desses cargos.
“A repercussão foi negativa.
A mesa entendeu ser melhor cancelar [a proposta], e decidiu não encaminhá-la ao Plenário. Isso susta inteiramente a efetivação da medida”, afirmou o presidente do Senado, Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN). Ele desmarcou a reunião de hoje à tarde que rediscutiria o assunto.
Uma nota deve ser divulgada ainda hoje.
O arquivamento dos cargos foi decidido em conversas individuais com os membros da Mesa Diretora. O impacto financeiro desses cargos poderia ultrapassar os R$ 1 milhão mensais por conta dos gastos com horas-extras e auxílio alimentação que seriam pagos a esses funcionários.
O concurso para preenchimento de 150 vagas em diversos cargos, no entanto, está mantido. Garibaldi deve anunciar também a data da realização das provas desse concurso.
Por Wilson Gomes, com informações da Agência Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário