quarta-feira, 19 de julho de 2017

Líder do PT diz que Moro provou perseguir Lula com confisco de imóveis

 

247 - O líder do PT na Câmara, Carlos Zarattini (SP), criticou a decisão do juiz Sérgio Moro em ordenar ao Banco Central o bloqueio R$ 606.727,12 das contas bancárias e o confisco de bens do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

"É um absurdo! Não passa de retaliação e provocação contra o presidente Lula. O juiz Moro sentiu-se intimidado com as contestações apresentadas pelo ex-presidente, contra os absurdos da sentença por ele proferida", criticou o líder petista.

Para Zarattini, o fato de Moro autorizar o sequestro de bens do ex-presidente "só revela mais uma face nefasta da perseguição judicial sem paralelo da qual Lula é vítima". "Essa decisão do 'juiz de Curitiba' é prova inconteste de sua parcialidade e perseguição contra o ex-presidente Lula", lamentou o líder do PT na Câmara.

O líder petista disse ainda que a caçada judicial a Lula só se dá em virtude de sua trajetória política e pelo do medo da elite de que o ex-presidente retorne em 2018. Zarattini frisou ainda que as duas ações conjuntas do juiz Moro – ao condenar e confiscar os bens do ex-presidente – servem para que a população tenha ciência do jogo político que ora desempenha o judiciário brasileiro, do qual Moro é uma das peças-chaves.

Ex-presidente teve R$ 606.727,12 bloqueados pelo Banco Central nesta terça-feira 18 por ordem do juiz Sérgio Moro. O magistrado atendeu ao Ministério Público Federal, que havia pedido bloqueio de R$ 10 milhões. Só foram encontrados em quatro contas de Lula, no entanto, cerca de R$ 600 mil: Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Bradesco e Itaú. Moro também confiscou três apartamentos e um terreno de Lula, todos os imóveis em São Bernardo do Campo, grande São Paulo, e também dois veículos (leia mais).

Fonte: https://www.brasil247.com/pt/247/poder/307257/L%C3%ADder-do-PT-diz-que-Moro-provou-perseguir-Lula-com-confisco-de-im%C3%B3veis.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário