sábado, 22 de abril de 2017

Pinheiro tenta incriminar Lula, mas dá tiro no pé


Quem lê a manchete de sites como o d'"O Globo" leva um susto: "Léo Pinheiro diz a Moro que Lula pediu para destruir documentos".
Pronto! Pegaram Lula com a boca na botija! Destruição de documentos é obstrução de justiça, muita gente boa já foi presa por isso.
Aí você acessa a gravação do depoimento do cara e o que ele diz, textualmente, é que num determinado dia Lula lhe perguntou se ele estava pagando propina ao PT no exterior e ele disse que não, que só pagava a João Vaccari Neto e no Brasil e que então Lula teria pedido para destruir as anotações dessas operações.
Pinheiro não diz, no entanto, se tem provas de que Lula fez o pedido (gravação) nem se o acatou. Se o acatou quem obstruiu a Justiça foi ele e não Lula, pois quem as destruiu foi ele próprio. Lula poderia ter pedido, mas o agente da destruição foi Pinheiro.
Duas coisas, portanto: 1) Pinheiro tem provas de que Lula pediu para destruir provas? e 2) ele as destruiu ou não?
A terceira questão é: por que Lula seria tão ingênuo de fazer um pedido tão estúpido? Como Lula poderia saber se Pinheiro de fato as destruiria sem guardar ao menos uma cópia?
Pinheiro dessa vez seguiu o script da Lava Jato - tem que incriminar Lula para ter a contrapartida, que é a redução da pena – mas a história que relatou não tem muitas consequências práticas.
Mas quem leu apenas a manchete tende a acreditar que Moro achou um pretexto para prender o ex-presidente.
http://www.brasil247.com/pt/blog/alex_solnik/291479/Pinheiro-tenta-incriminar-Lula-mas-d%C3%A1-tiro-no-p%C3%A9.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário