sábado, 29 de abril de 2017

GREVE GERAL EVIDENCIOU LUTA DE CLASSES

247 – "Ao assistir, quarta (26), à votação da reforma antitrabalhista, ocorreu-me frase atribuída ao bilionário Warren Buffett. Em tradução livre, a sentença do investidor seria a seguinte: 'Existe, sim, guerra de classe, mas é a minha classe, a classe dos ricos, que está fazendo guerra, e estamos ganhando'", diz o colunista André Singer, em sua coluna deste sábado.
"No final de contas, contudo, 296 representantes do povo votaram a favor do emprego sem horário fixo e para que não haja obrigatoriedade de pagamento pelo piso da categoria ou pelo salário mínimo na remuneração por produção, entre muitos outros retrocessos. Da outra parte, 177 se manifestaram contra as propostas patronais. Ficara claro de que lado estava, naquela noite, a maioria da Câmara", diz ele.
A greve geral, no entanto, representa uma esperança de virada. "A resposta veio na sexta (28). Na que talvez tenha sido a maior paralisação nacional desde os anos 1980, se não me falha de novo a lembrança, a base da sociedade mostrou que começa a reagir. Agora, precisamos preservar a democracia para que, mesmo de maneira lenta e paulatina, seja possível construir uma representação majoritária capaz de reverter a batalha histórica perdida nesta semana."
http://www.brasil247.com/pt/247/midiatech/292898/Singer-greve-geral-evidenciou-luta-de-classes.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário