quinta-feira, 27 de abril de 2017

ZARATTINI DENUNCIA QUE EMENDAS DA REFORMA TRABALHISTA VIERAM DE ‘PATRÕES’

O líder da bancada do PT na Câmara, deputado Carlos Zarattini (PT-SP), denunciou, durante a votação da reforma trabalhista do governo Temer na noite dest quarta-feira 26, que as emendas ao projeto de lei foram preparadas por representantes patronais.
Ele citou a Confederação Nacional da Indústria (CNI) e a Confederação Nacional dos Transportes (CNT) como exemplos de entidades que estiveram por trás da elaboração das emendas, que foram incorporadas por deputados sem "sequer alterar uma vírgula". "Foram os patrões que querem massacrar os trabalhadores brasileiros", acusou Zarattini.
Reportagem publicada nesta quarta pelo portal The Intercept apontou que lobistas de bancos, indústrias e transportes estão entre os principais elaboradores das emendas ao PL. O site "examinou as 850 emendas apresentadas por 82 deputados durante a discussão do projeto na comissão especial da Reforma Trabalhista. Dessas propostas de 'aperfeiçoamento', 292 (34,3%) foram integralmente redigidas em computadores de representantes da Confederação Nacional do Transporte (CNT), da Confederação Nacional das Instituições Financeiras (CNF), da Confederação Nacional da Indústria (CNI) e da Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística (NTC&Logística)", diz a matéria (leia aqui).
http://www.brasil247.com/pt/247/poder/292444/Zarattini-denuncia-que-emendas-da-reforma-trabalhista-vieram-de-%E2%80%98patr%C3%B5es%E2%80%99.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário