sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Vítimas do acidente serão sepultadas hoje em Mucambo

Um acidente ocorrido na manhã de ontem no quilômetro 160 da BR-222, na localidade de Coité, Município de Irauçuba, causou a morte de três pessoas de uma mesma família e ferimentos em outras duas, uma delas em estado grave. As vítimas viajavam em uma caminhonete Hilux, preta, placas HWW-6014, guiada pelo comerciante e proprietário do Restaurante Leblon, na Capital, João Rodrigues de Castro, 58 anos, que morreu preso às ferragens do veículo.

As outras vítimas, Maria de Lurdes Neta de Castro, 48, anos, esposa de João Rodrigues; e Angélica Cristina Fagundes Portela, sobrinha do casal, foram arremessadas para fora do carro e também morreram na hora.

Feridas

Duas pessoas que viajavam no banco traseiro sofreram ferimentos e foram encaminhadas para a Santa Casa de Misericórdia de Sobral. São elas, Maria Iracema Portela, 79, avó de Maria de Lurdes; e Francilene de Lima, sobrinha de João de Castro, que permanece internada.

De acordo com testemunhas, o veículo trafegava em alta velocidade, quando ao tentar fazer uma ultrapassagem, o guiador perdeu o controle da direção e a caminhonete capotou.

"Vi quando o veículo veio para um lado e para o outro da pista e, depois, capotou por diversas vezes", disse a dona-de-casa Maria Barroso de Lima. O socorro aos feridos foi feito por moradores da redondeza. "Ajudei uma senhora a sair do carro. Ela estava presa ao cinto. Tive que cortá-lo com uma faca", contou o morador Roberto Oliveira de Souza. A vítima que ele se referiu é a anciã Maria Iracema, que saiu ilesa.

Para o policial rodoviário federal Willis Bastos, que esteve no local do acidente, somente com o resultado da perícia é que será possível revelar o que realmente aconteceu. Para ele um dos motivos que tenham contribuído para a causa do acidente é a má conservação da rodovia.

"Como o trecho está em manutenção constante devido as condições precárias, isso pode ter contribuído para o acidente, apesar de ser permitida ultrapassagem". Os corpos foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML) de Sobral, onde foram necropsiados. Os sepultamentos ocorrerão, hoje, à tarde, na cidade de Mucambo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário