terça-feira, 7 de setembro de 2010

Receita divulga estudo completo sobre redução da carga tributária

A Receita Federal divulgou nesta sexta-feira (3) o estudo completo sobre a carga tributária brasileira de 2009. A soma dos impostos, contribuições e taxas pagos pelos brasileiros aos governos federal, estaduais e municipais atingiu R$ 1,055 trilhão, ou 33,58% do Produto Interno Bruto (PIB).

Foram arrecadados, em média, R$ 2,9 bilhões por dia. Ainda assim, a carga ficou menor do que a de 2008, que foi de 34,41% do PIB.

A queda é a primeira desde 2006 e a maior desde o início do Plano Real, em 1994. O recuo refletiu uma redução de 2,61% da arrecadação tributária em todos os níveis de governo e uma retração de 0,20% do PIB (Produto Interno Bruto). Os impostos recolhidos pela União somaram 23,45% do PIB em 2009, enquanto os estados responderam por 8,59% do PIB e os municípios, por 1,54%.

Em nota, a Receita lembrou que no ano passado o governo adotou medidas de desoneração para estimular a economia em meio à crise global. "O impacto da crise internacional sobre a arrecadação total só não foi maior devido ao bom desempenho do setor de serviços e à estabilidade da arrecadação dos tributos previdenciários", destacou.

Reduções de impostos - Outro fator que contribuiu para a queda da carga foram as reduções de impostos feitas pela União. No ano passado, o governo abdicou de R$ 25 bilhões em tributos, por meio da redução de impostos como IPI para linha branca e para automóveis, além da correção da tabela do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF), para tentar evitar uma retração da economia brasileira.

Confira os dados completos dos estudos realizados pela Receita Federal do Brasil:

Nenhum comentário:

Postar um comentário