terça-feira, 16 de dezembro de 2008

PMs do Ceará querem melhorias

Carga horária excessiva, que pode chegar a 96 horas de trabalho semanais, fardamentos velhos, atraso no pagamento de gratificações e suspensão dos passes-livres nos ônibus intermunicipais. Essas são algumas das dificuldades que os policiais militares do Ceará enfrentam no dia-a-dia para irem ao trabalho.Cansados das promessas não cumpridas pelo governo do Estado, policiais militares vão participar hoje de uma caminhada pela paz e aproveitam para denunciar à sociedade suas precárias condições de trabalho. A concentração será às 8 horas, na Praça da Imprensa, às 9 horas, eles iniciam a caminhada com destino à Assembléia Legislativa do Ceará. “Queremos a regulamentação da nossa carga horária”, afirmou o vice-presidente da Associação de Cabos e Soldados da PM, Flávio Alves Sabino. (D.N.).

Por Wilson Gomes

Nenhum comentário:

Postar um comentário