sábado, 20 de dezembro de 2008

Criada Comissão Gestora para superar crise no DCE.

O Conselho de Entidades de Base (CEB), instância deliberativa do Diretório Central dos Estudantes (DCE), decidiu em reunião no dia 19 de novembro criar uma Comissão Eleitoral e Gestora para assumir a entidade, provisoriamente, e convocar novas eleições.

O Conselho deliberou, ainda, que seja realizada uma auditoria, para analisar a prestação de contas apresentada pelo ex-presidente da presidente da entidade, Tancredo Augusto Brito. A Comissão deverá assumir a direção do DCE até a posse de uma nova diretoria.

O Edital das Eleições deve ser publicado até o dia 20 de dezembro. A votação está prevista para o dia 14 de janeiro de 2009. Até lá todas as atividades do DCE estarão suspensas, inclusive a emissão de carteiras de estudante. “Por enquanto, a sede do DCE está sendo utilizada apenas para nossas reuniões, porque enquanto não houver as eleições, não haverá atividades políticas e administrativas”, explica o presidente da Comissão Eleitoral e Gestora do DCE e presidente do Centro Acadêmico de Direito, Alberto Dias.

O Conselho de Entidades de Bases, o órgão deliberativo inferior apenas à Assembléia Geral dos Estudantes, é formado pelos Centros Acadêmicos e representantes estudantis do Conselho de Ensino Pesquisa e Extensão (CEPE) e do Conselho Universitário (CONSUNI).

A gestão 2007/2008 permaneceu na direção da entidade por 8 meses após o término do mandato, sem convocar novas eleições. Mesmo antes do fim da gestão a diretoria, inicialmente formada por 12 integrantes, ficou esvaziada, sendo por um longo período representada, apenas, pelo presidente e o vice. Com a renúncia deste, restou ao presidente, sem mandato, Tancredo Augusto Brito, personificar a entidade. O que restou da diretoria foi destituído pelo Conselho que, em seguida, nomeou uma Comissão responsável pelo processo eleitoral, sendo ao que parece, uma das últimas cenas de uma novela que expõe a fragilidade do Movimento Estudantil na UVA.

Fonte: http://www.uvanet.br/


Por Denilson Pereira

Nenhum comentário:

Postar um comentário