quinta-feira, 10 de março de 2016

EX-PREMIÊ ESPANHOL ALERTA SOBRE 'GOVERNO DOS JUÍZES' NO BRASIL

Heinrich Aikawa/Instituto Lula: Ex-presidente do Governo da Espanha (1982-1996), Felipe González manifestou nesta quinta (10) seu apoio e reafirmou sua amizade com o ex-presidente Lula; “Fiquei chocado pela forma como se deu a condução coercitiva e o depoimento de Lula. Não acredito que ele tenha se negado a depor antes, de modo que me pareceu desnecessário o uso da coerção”, disse; o socialista alertou sobre o que ele chama de "Governo dos juízes"; ou seja, quando a aplicação da lei pelo Judiciário busca influenciar a política e substituir o Executivo e o Legislativo
10 DE MARÇO DE 2016 ÀS 21:28
247 - Ex-presidente do Governo da Espanha (1982-1996), Felipe González manifestou nesta quinta-feira (10) seu apoio e reafirmou sua amizade com o ex-presidente Lula.
“Fiquei chocado pela forma como se deu a condução coercitiva e o depoimento de Lula. Não acredito que ele tenha se negado a depor antes, de modo que me pareceu desnecessário o uso da coerção”, disse González.
O socialista alertou sobre o que ele chama de "Governo dos juízes"; ou seja, quando a aplicação da lei pelo Judiciário busca influenciar a política e substituir o Executivo e o Legislativo.
González é o primeiro político europeu a falar sobre a operação da PF na semana passada e manifestar sua solidariedade a Lula, somando-se a outros políticos como Evo Moraes e Nicolás Maduro.
O socialista espanhol acredita que existirá “um antes e um depois” da Operação Lava Jato, “um novo cenário que definirá comportamentos diferentes, tanto de responsabilidades políticas como de responsabilidades empresariais”. Afirmou, entretanto, que mesmo que Lula esteja passando por um momento difícil, é e continuará sendo seu amigo. Mas que não fica “chocado” pelo fato do ex-mandatário ser investigado porque “somos todos iguais perante à lei”.
http://www.brasil247.com/pt/247/brasil/220589/Ex-premi%C3%AA-espanhol-alerta-sobre-'governo-dos-ju%C3%ADzes'-no-Brasil.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário