quinta-feira, 12 de março de 2015

Lava Jato não pode comprometer avanços da Petrobras, diz Gabrielli

 

Ex-presidente da estatal alertou para o risco de condenar a economia brasileira pelos erros de “algumas pessoas”

Por Agência PT

O ex-presidente da Petrobras, Sérgio Gabrielli, disse nesta quinta-feira (12) que os avanços conquistados pela estatal nos últimos 12 anos não podem ser comprometidos pelos desdobramentos da Operação Lava Jato. A afirmação ocorreu na Câmara dos Deputados durante depoimento à CPI que investiga irregularidades na empresa.
“A paralisação desse setor pode impactar 1 milhão de postos de trabalho. Se desmontamos a cadeia de produção de petróleo e gás, teremos a substituição dos fornecedores atuais por fornecedores internacionais”, explicou.
Gabrielli alertou para o risco de condenar a economia brasileira a uma crise mais profunda pelos erros de “algumas pessoas”, sem citar quem seriam os responsáveis pelos problemas na Petrobras.
De acordo com o ex-presidente da estatal, era impossível descobrir internamente ações de corrupção na estatal. “É impossível se pensar que era possível identificar na Petrobras esse tipo de comportamento”, disse Gabrielli.
Gabrielli afirmou que somente investigações policiais são capazes de descobrir esse tipo corrupção. Nem mesmo os escritórios especializados em investigação contratados pela Petrobras e as auditorias internas do Tribunal de Contas da União, não foram capazes de detectar o esquema de corrupção na estatal.
“Os orçamentos (de contratos de empreiteira com a Petrobras) não vazaram, estavam de acordo com a realidade de mercado, não estavam com superfaturamento em sua contratação”, afirmou Gabrielli.
Da Redação da Agência PT de Notícias, com informações da Agência Câmara

http://www.pt.org.br/gabrielli-pede-que-lava-jato-nao-comprometa-a-petrobras/

Nenhum comentário:

Postar um comentário