terça-feira, 24 de março de 2015

Exclusivo! O relatório do Senado americano sobre o Suiçalão

 

Por Miguel do Rosário, suicacalao


As autoridades americanas levaram a sério o escândalo do Swissleaks, ou Suiçalão, envolvendo contas secretas de seus cidadãos no HSBC suíço.

E olha que foram descobertas apenas 4 mil contas secretas de americanos.

A nossa versão do Suiçalão é de quase 9 mil contas ligadas a brasileiros.

Tanto levaram a sério que um relatório do Senado americano, obtido com exclusividade pelo Cafezinho, usa o caso para investigar as deficiências das autoridades monetárias para detectar operações ligadas à lavagem de dinheiro, evasão fiscal e financiamento ao terrorismo.

As investigações sobre as transferências, sem o devido monitoramento das autoridades monetárias, de valores depositados em filiais do HSBC nos EUA, para contas secretas no exterior, alertaram as autoridades sobre operações similares feitas por outros bancos.

O HSBC EUA, segundo o relatório, opera com mais de 3,8 milhões de clientes nos EUA, movimentando mais de US$ 200 bilhões.

Esperemos que a CPI a ser criada no Senado brasileiro use o escândalo para também produzir uma investigação profunda sobre a evasão fiscal sistêmica praticada no país, que sangra os cofres públicos em mais de R$ 500 bilhões por ano, ou seja, cinco ou seis vezes mais do que a corrupção.

O relatório do Senado americano revela ainda que o HSBC EUA passou a usar o HSBC Brasil para realizar uma série de operações (ilegais?) que não conseguia fazer nos Estados Unidos, em função de algumas leis anti-terrorismo.

A coisa é séria.

O HSBC Brasil pode ter sido usado até para financiar grupos terroristas.

Relatório do Senado EUA sobre o Suiçalão from Miguel Rosario

Nenhum comentário:

Postar um comentário