terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Polícia constata que bando pretendia assaltar bancos no Baixo Vale do Acaraú

Dos oito homens detidos, na tarde desta segunda-feira (13), em Cruz, no Vale do Acaraú, cinco foram autuados em flagrante pelos crimes de formação de quadrilha e porte ilegal de arma. Gilberto Silva Cunha, 33, e Antônio Raimundo Filho Cunha, 21, chegaram recentemente àquela cidade acompanhados de seis amigos. Desde então, passaram a buscar informações sobre a rotina dos gerentes das agências bancárias e levantaram suspeitas. Os suspeitos foram levados a Cruz por Paulo Roberto Muniz, também natural daquela cidade. Ele foi preso na manhã desta terça-feira (14). A Polícia investigou e constatou que a maioria dos suspeitos tinha antecedentes criminais e que eles estavam no município para assaltar bancos.

Gilberto Cunha é processado por roubo na Bahia e receptação em São Paulo, onde estava morando ultimamente. Manoel Messias Chaves de Oliveiras Júnior, 27, é baiano e mora em São Paulo, onde responde a dois processos por porte ilegal de arma. Manoel da Silva é paraibano e também reside em São Paulo, de onde estaria foragido. Manoel dos Santos Oliveira é natural da Bahia e é morador de São Paulo. Antônio Raimundo Filho Cunha, também é de Cruz, mas há alguns meses foi morar na capital paulista.

Todos foram levados de Cruz à Delegacia Regional de Acaraú. Lá, três foram liberados, pois não existia nenhum evidência que os incriminasse. Os demais, devido aos antecedentes e ao fato de dois revólveres, com numeração raspada, terem sido apreendidos, foram autuados por porte e posse ilegal de arma e formação de quadrilha.

O titular da Delegacia Regional de Acaraú, Flávio Novais, disse que pesa contra Paulo Roberto Muniz a suspeita de ele ter escondido as armas que seriam utilizadas pela quadrilha nos assaltos aos estabelecimentos bancários de Cruz e outros municípios do Vale do Acaraú.

Paulo Roberto Muniz também mora em São Paulo e é procurado pela Justiça daquele Estado por envolvimento com assaltos e tráfico de drogas. Flávio Novais informou que o superintendente da Polícia Civil, Luiz Carlos Dantas está comandando as investigações sobre as ações dos suspeitos em outros Estados.

Fonte: Portal Jangadeiro Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário