segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Chove na posse do novo bispo de Sobral


Todas as paróquias representadas por dezenas de caravanas, bem como todos os párocos, vigários episcopais, autoridades locais, coordenadores das dez Comissões Diocesanas, dos Arcebispos e ex-bispos desta Diocese, dom Aldo de Cillo Pagotto e dom Antônio Fernando Saburido assistiram, na noite de ontem, no átrio da Catedral, a sagração e a posse de sexto bispo monsenhor Odelir Magri.

A solenidade aconteceu debaixo de uma chuva que banhou a cidade desde as primeiras horas da cerimônia até o fim do ato litúrgico. Para acomodar todos os fiéis, uma imensa arquibancada foi montada na praça da Sé em frente à Igreja Matriz, mas acabou ficando vazia por conta da chuva.

No primeiro ato, o administrador diocesano, padre Raimundo Timbó, saudou o novo bispo com palavras de boas vindas. "Nossa Igreja diocesana encontra-se em festa. Hoje estamos acolhendo nosso sexto bispo diocesano nomeado para esta igreja. Monsenhor Odelir José Magri foi nomeado pelo Papa Bento XVI para ser nosso pastor e é com o coração alegre e festivo que nós, hoje, nos reunimos nesta praça em frente a igreja mãe de nossa Diocese", disse padre Raimundo Timbó.

A solenidade de posse teve início com uma procissão em carro aberto conduzindo monsenhor Odelir José Magri e o Núncio Apostólico no Brasil, dom Lorenzo Baldisseri, que acompanhado por cerca de 60 padres, que fazem parte da Diocese de Sobral, chegaram ao patamar da Igreja.

Já no interior da Igreja de Nossa senhora da Conceição foi lida a nomeação canônica em ato litúrgico, com presença do clero e do povo. O padre Valdery Rocha comandou a solenidade que culminou com o repasse do báculo, que simboliza a missão do bispo de reunir e conduzir o rebanho de Cristo, ao sexto bispo desta Diocese.

Dom Odelir José Magri, agora como bispo de Sobral, consagrado pelo Núncio Apostólico no Brasil, dom Lorenzo Baldisseri, pertence à Congregação dos Padres Combonianos que, atualmente com cerca de 1.700 missionários, presentes na África, Europa e Ásia, tem o objetivo de evangelizar os mais pobres e abandonados, as periferias, os jovens e lutar para que haja paz e justiça entre todos.

O governador do Estado, Cid Gomes, assistiu toda solenidade ao lado do prefeito Leônidas Cristino, da primeira-dama do município Lily Cristino, dos deputados estaduais Ivo Gomes e Teodoro Soares. No seu discurso disse que o futuro do novo bispo de Sobral já está traçado. "Será em breve nomeado arcebispo de Salvador (BA)", disse Cid.

O prefeito afirmou que dom Odelir Magri só tem a acrescentar à Diocese de Sobral. "Finalmente, após meses de expectativa, temos um novo bispo. A missão do bispo, como verdadeiro pastor de um rebanho, é fundamental e insubstituível", acrescentou Leônidas Cristino.

Dom Odelir Magri saudou todos os presentes e disse que se sentia bastante orgulhoso, por celebrar a primeira missa como bispo sagrado e empossado na Diocese. As palavras do lema episcopal "Venite post me", sigam-me e farei de vós pescadores de homens, identificam claramente o significado das palavras de Jesus. É sobre esta ideia que se fundamenta o programa pastoral do bispo Odelir José, que se dispõe a servir e guiar o povo de Deus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário