quarta-feira, 19 de outubro de 2016

PRISÃO DE CUNHA VAI TIRAR O SONO DE DEPUTADOS

Cleia Viana / Câmara dos Deputados Pernambuco 247 - O deputado federal Silvio Costa (PTdoB-PE), que foi vice-líder do governo Dilma Rousseff, acredita que a prisão do deputado cassado e ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ) vai tirar o sono dos deputados aliados do peemedebista.
"Muitos deputados vão aumentar o uso de Lexotan e eu sei que lá no Palácio do Planalto tem muita gente pedindo entrega a domicílio de calmante", ironizou. Costa foi um dos primeiros parlamentares da oposição ao governo temer a defender que Cunha fizesse um acordo de delação premiada no âmbito da Operação Lava Jato.
Para Costa, a prisão também marca o início do fim do governo Michel Temer. “Hoje é o começo do fim do governo Michel Temer. Eu duvido, um homem como Eduardo Cunha, acostumado a tomar os melhores vinhos, acostumado a visitar os melhores hotéis do mundo, a comer os melhores pratos, com os melhores sabores da vida, eu duvido que esse Eduardo Cunha aguente a prisão em Curitiba e não faça delação premiada”.
O deputado Ivan Valente (PSOL-SP) avalia que houve uma "imensa cumplicidade" dos parlamentares em relação a Cunha ao longo dos quase oito meses de tramitação do processo de cassação do ex-deputado. Ele também acredita que haverá delação premiada. "Cunha é a delação das delações, ele, sem dúvida, pode derrubar o governo do presidente Michel Temer", destacou.
Membros da Rede Sustentabilidade, como os deputados Miro Teixeira (RJ) e Alessandro Molon (RJ), também disseram esperara que Cunha firme um acordo de delação premiada com a Justiça. "Temos que cobrar que Eduardo Cunha colabore com a Justiça, para colaborar com a sociedade. Essa é uma maneira de ele se redimir. Ele faria um grande bem ao Brasil se delatasse, se desse nomes aos bois, descrevendo qual foi o papel de cada um deles", disse Teixeira.
http://www.brasil247.com/pt/247/pernambuco247/261170/Silvio-Costa-pris%C3%A3o-de-Cunha-vai-tirar-o-sono-de-deputados.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário