segunda-feira, 31 de outubro de 2016

ECONOMISTAS ESPERAM RECESSÃO AINDA MAIOR EM 2016, MOSTRA BC

Do Infomoney - As expectativas dos economistas para o desempenho do PIB (Produto Interno Bruto) neste ano e em 2017 pioraram na semana passada, conforme mostra o relatório Focus, divulgado pelo Banco Central na manhã desta segunda-feira (31). Segundo o documento com base em levantamento de 28 de outubro, a mediana das projeções dos especialistas consultados para a economia foi de queda de 3,22% para 3,30% em 2016 e de crescimento de 1,23% para 1,21% no ano seguinte.
Do lado da inflação medida pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), as estimativas minguaram de 6,89% para 6,88% em 2016 e foram mantidas em 5% para o fim de 2017. Para o câmbio, os respectivos patamares de R$ 3,20 e R$ 3,40 para o dólar nesses dois anos foram mantidos pelos economistas ouvidos pelo BC.
Estabilidade também foi vista na projeção para a taxa básica de juros ao final deste ano, apontada em 13,50% -- o que significa apostas para um corte de 0,5 ponto percentual ainda em 2016. Já para o ano seguinte, as estimativas para a Selic sofreram um pequeno corte, indo de 11% para 10,75%.
Entre os cinco economistas que mais acertam, todas as expectativas foram mantidas: inflação a 6,81% em 2016 e 4,97% em 2017, câmbio a R$ 3,22 e R$ 3,45, Selic a 13,63% e 11%.
Para acessar à íntegra do relatório Focus, clique aqui.
http://www.brasil247.com/pt/247/economia/263139/Economistas-esperam-recess%C3%A3o-ainda-maior-em-2016-mostra-BC.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário