sábado, 29 de outubro de 2016

FUP: Petroleiros estão longe de fechar acordo com a Petrobras

247 - "Os petroleiros estão rejeitando por unanimidade em diversas bases da FUP a proposta da Petrobrás de arrocho e cortes de direitos, na contramão do que afirmou o diretor de assuntos corporativos, Hugo Repsold, ao declarar à imprensa que a empresa está muito próxima de um acordo com os sindicatos e que não existem motivos para uma greve", rebateu a Federação Única dos Petroleiros, em nota divulgada nesta sexta-feira 28.
Ainda de acordo com os petroleiros, "além de não ter credibilidade alguma para falar em acordo, já que descumpriu o compromisso que assinou de implantação do ATS da Fafen-PR, suas declarações (de Repsold) soaram como mais uma provocação à categoria". "A Petrobrás quer sacrificar os trabalhadores com arrocho salarial e redução de direitos e Hugo diz que não há motivos pra greve? A gestão Pedro Parente está privatizando a toque de caixa a companhia e ele acha que isso também não é motivo pra greve?", questionam, na nota.
Iniciadas no último dia 25, as paralisações já foram concluídas em seis dos 13 sindicatos da FUP, com ampla aprovação dos indicativos de mobilização a partir da próxima semana, com paralisações, bloqueios de embarque, atrasos e intensificação da Operação Para Pedro, que consiste no cumprimento rigoroso de todos os itens de segurança.
http://www.brasil247.com/pt/247/brasil/262850/FUP-Petroleiros-est%C3%A3o-longe-de-fechar-acordo-com-a-Petrobras.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário