sábado, 29 de outubro de 2016

Janot defende que políticos e familiares sejam excluídos de programa de repatriação

 Fellipe Sampaio/ SCO/ STF 247 - O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, defende a exclusão de políticos e familiares do programa de repatriação. Ele manifestou seu posicionamento em parecer enviado nesta sexta-feira 28 ao Supremo Tribunal Federal.
O chefe da PGR entende que seria contra a "moralidade administrativa" conceder anistia a agentes públicos que cometam condutas criminosas contra a ordem tributária. O parecer responde a uma ação movida pelo partido Solidariedade no Supremo contra esse entendimento.
"A previsão legal explicita opção do legislador de não aprovar lei em causa própria, de modo a propiciar-se benefícios de norma que confere anistia tributária e penal. Tal comportamento privilegia os princípios constitucionais da moralidade e da impessoalidade e preserva a respeitabilidade das instituições políticas do País, o que é finalidade plenamente legítima", justificou ainda Janot.
http://www.brasil247.com/pt/247/brasil/262864/Janot-defende-que-pol%C3%ADticos-e-familiares-sejam-exclu%C3%ADdos-de-programa-de-repatria%C3%A7%C3%A3o.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário