quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

“FIZ O QUE ACHAVA QUE ERA MAIS CORRETO”, DIZ CONSELHEIRO DO MP

: 247 – O conselheiro do Ministério Público Valter Shuenquener de Araújo, responsável por conceder uma liminar que suspendeu o depoimento do ex-presidente Lula, marcado para esta quarta-feira 17, disse que fez "o que achava era mais correto".
"Não tenho paixão, eu fiz o que achava que era mais correto para evitar que a investigação fique em risco, sem que exista qualquer objetivo de blindar ou nada disso", afirmou, segundo reportagem de Gabriel Mascarenhas, da Folha.
Ele atendeu a um pedido do deputado Paulo Teixeira (PT-SP), que apontou que o promotor Cássio Conserino, autor da denúncia, não era o promotor competente para cuidar do caso. Sobre isso, o conselheiro comentou:
"Não fiz o juízo sobre quem é o (promotor) competente, quem não é o competente. A questão é: surgiu a dúvida. E se, diante da duvida, eles [os promotores] não forem os competentes, aí fica complicado, porque uma eventual apuração pode ser anulada".
http://www.brasil247.com/pt/247/brasil/217451/%E2%80%9CFiz-o-que-achava-que-era-mais-correto%E2%80%9D-diz-conselheiro-do-MP.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário