quinta-feira, 6 de dezembro de 2018

Mulher de Bolsonaro teria movimentado dinheiro de conta suspeita, diz Coaf


Relatório do Coaf que apontou a movimentação incomum de R$ 1,2 milhão em uma conta bancária em nome de Fabrício José Carlos de Queiroz, ex-assessor do senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), filho de Jair Bolsonaro (PSL), ressalta que em uma das movimentações registradas aparece o nome da futura primeira-dama, Michelle Bolsonaro; segundo o relatório do Coaf, existe o registro da compensação de um cheque, no valor de R$ 24 mil, em favor da mulher do presidente eleito

6 de Dezembro de 2018 às 16:43 // Inscreva-se na TV 247 Youtube

247 - O relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) que apontou a movimentação incomum de R$ 1,2 milhão em uma conta bancária em nome de Fabrício José Carlos de Queiroz, ex-assessor do senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), filho de Jair Bolsonaro (PSL), ressalta que em uma das movimentações registradas aparece o nome da futura primeira-dama, Michelle Bolsonaro. Segundo o relatório do Coaf, existe o registro da compensação de um cheque, no valor de R$ 24 mil, em favor da mulher do presidente eleito.

"Constam como favorecidos a ex-secretária parlamentar e atual esposa de pessoa com foro por prerrogativa de função – Michelle de Paula Firmo Reinaldo Bolsonaro, no valor de R$ 24 mil", diz o jornal o Estado de S. Paulo, citando o documento do Coaf. Ainda segundo o relatório, outros R$ 320 mil teriam sacados da conta suspeita. Os técnicos do órgão também receberam informações sobre dez transações "fracionadas" consideradas suspeitas após janeiro de 2017. As operações, no valor de R$ 49 mil poderiam configurar uma "possível tentativa de burla aos controles".

Ainda segundo o jornal, a assessoria de Bolsonaro não se pronunciou sobre o caso.

Leia mais sobre o assunto no Brasil 247.

Fonte: https://www.brasil247.com/pt/247/brasil/376983/Mulher-de-Bolsonaro-teria-movimentado-dinheiro-de-conta-suspeita-diz-Coaf.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário