sábado, 29 de dezembro de 2018

Golpe eliminou quatro milhões de empregos formais


EPIT�CIO PESSOA

A conspiração política contra a presidente Dilma Rousseff, engendrada por PSDB e MDB e que desembocou na eleição de Jair Bolsonaro, eliminou quatro milhões de empregos formais, segundo aponta levantamento do IBGE; era Temer, que chega ao fim de forma melancólica, termina marcada por um nível jamais alcançado de precarização do mercado de trabalho

29 de Dezembro de 2018 às 04:56 // Inscreva-se na TV 247 Youtube

247 – A destruição do mercado de trabalho no Brasil, decorrente da aliança entre PSDB e MDB para impor a política do 'quanto pior, melhor' e derrubar a presidente Dilma Rousseff, trouxe números dramáticos para o mercado de trabalho: nada menos que 4 milhões de empregos formais eliminados.

"O mercado de trabalho chega ao fim de 2018 com um aparente paradoxo: ao mesmo tempo em que o número de desempregados ainda é bastante alto (12,2 milhões), a população ocupada atingiu o maior nível da série histórica (93,1 milhões). Os números parecem incoerentes, mas têm uma origem comum: as marcas de uma recessão econômica que custa a ser superada por completo", informa reportagem de Flávia Lima e Lucas Vetorazzo, na Folha de S. Paulo.

"A mesma crise que fechou perto de 4 milhões de vagas com carteira de trabalho nos últimos quatro anos e fez a taxa de desemprego explodir trouxe um contingente enorme de pessoas para o mercado de trabalho que antes não precisava trabalhar", apontam os jornalistas.

No trimestre encerrado em novembro, o desemprego atingiu taxa de 11,6%, ou 12,2 milhões de pessoas desocupadas.

Fonte: https://www.brasil247.com/pt/247/economia/378807/Golpe-eliminou-quatro-milh%C3%B5es-de-empregos-formais.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário