segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Mais espaço para a educação profissional do SENAR em 2014

 

Só o Pronatec do SENAR atendeu mais de 52 mil jovens este ano, quase 18 mil a mais que em 2013

2014 foi um ano de muito trabalho e bons resultados para o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR), principalmente no que se refere à qualificação profissional dos jovens do meio rural. Somente o Pronatec do SENAR formou mais de 52 mil jovens nas cinco regiões do País, um aumento de mais de 60% em relação ao ano passado, que fechou com 34.713 matrículas.

“O Pronatec é um avanço para a agropecuária porque estimula o interesse do jovem pela terra, fazendo-o permanecer no meio rural. Queremos que nossos jovens percebam, a cada ano, as potencialidades do campo e queiram se profissionalizar para dar continuidade aos negócios da família ou para se inserir no mercado de trabalho, carente de mão de obra qualificada” afirma Daniel Carrara, Secretário Executivo do SENAR.

“Além do número de vagas também aumentamos os municípios atendidos. Em 2013 o Pronatec do SENAR chegou a 763 municípios, este ano, foram atendidos 1130. Esse crescimento reafirma a capilaridade do SENAR, que leva educação profissional para locais onde o acesso à formação e à informação é mais difícil”, comemora a coordenadora de campo do Pronatec do SENAR, Lourdes Hennemann.

Este ano, os cursos mais procurados do programa foram Horticultor orgânico, Piscicultor, Bovinocultor de leite, Avicultor e Assistente de Planejamento e Controle de Produção, capacitação que formará técnicos especializados para atender a carência em assistência técnica e extensão rural que existe atualmente nas propriedades rurais.

Educação a Distância

Este ano, o SENAR iniciou quatro programas de capacitações tecnológicas no portal de educação a distância, nas áreas de floricultura, suinocultura, silvicultura e heveicultura, voltadas especialmente para técnicos que queiram se qualificar nas respectivas áreas. As capacitações começaram no segundo semestre e já conquistaram quase três mil matrículas. Cada programa tem vários cursos com carga horária específica, mas o participante não precisa concluir todos para receber a certificação. Além disso, os cursos têm atividades de aprendizagem e ações interativas como fóruns e chats.

Com espaço cada vez maior no campo da educação a distância, o portal EaD SENAR conquistou, pelo quarto ano seguido, o prêmio Learning & Performance Brasil, que premia as práticas e tendências da produtividade das pessoas e a competitividade das organizações em operação no Brasil. Desta vez, o prêmio foi na categoria Referência Nacional com o programa Inclusão Digital, que em 2014 capacitou 16.885 pessoas.

“O programa Inclusão Digital foi escolhido por ser o curso que sempre apresentou excelentes resultados no decorrer desses anos e grande satisfação dos participantes, de acordo com o depoimento deles. Esse prêmio confirma o objetivo do SENAR em levar conhecimento para o campo, além de promover o acesso dos produtores e trabalhadores rurais e suas famílias ao mundo digital”, destaca a assessora técnica responsável pela educação a distância do SENAR, Larissa Arêa.

Durante todo o ano, o portal EaD SENAR capacitou 40.831 pessoas, em todo o País. Para conhecer todos os programas de educação a distância do SENAR, acesse www.senar.org.br/ead.

Conhecimento tecnológico

Em 2014, o SENAR realizou mais duas capacitações tecnológicas nas áreas de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF) e Silvicultura Sustentável – nos Biomas Mata Atlântica e Cerrado, esta última, a com a Embrapa, que desenvolve o Projeto Biomas, em parceria com a CNA. Os cursos são voltados para instrutores da entidade e profissionais formados em qualquer área da atividade agropecuária que queiram se atualizar. Foram gravados e também serão disponibilizados no portal EaD SENAR. Até o momento, os treinamentos atenderam as cadeias produtivas da caprinovinocultura, piscicultura, suinocultura, pecuária de leite, pecuária de corte, silvicultura, heveicultura e floricultura. Para 2015, estão previstos novos cursos com foco na área de assistência técnica e extensão rural para atender o programa de Assistência Técnica Gerencial com meritocracia do SENAR.

Programa de Agricultura de Precisão

Falando em capacitação, o Programa Nacional de Agricultura de Precisão do SENAR qualificou em 2014, 60 instrutores em parceria com empresas de máquinas agrícolas e instituições de pesquisa, como a Embrapa Instrumentação, em São Carlos (SP). Esses profissionais foram responsáveis pelo treinamento de 190 produtores rurais em 32 turmas e a meta para 2015 é realizar 217 turmas e capacitar mais de três mil produtores rurais.

“Temos hoje John Deere, Stara, Falker e AGCO como parceiros na realização dos treinamentos para instrutores. Em 2015 já começaremos o ano com duas turmas de capacitação na John Deere, no início de fevereiro. Queremos alcançar a meta de mais de 3 mil produtores capacitados, estipulada no Plano Anual de Trabalho (PAT)”, explica o coordenador do programa, Rafael Diego da Costa.

Além dos treinamentos, o programa de AP do SENAR teve outras conquistas. A entidade publicou o artigo Transferência de Tecnologia em Agricultura de Precisão, no livro “Resultados de um novo olhar”, lançado pela Embrapa no início do ano. O artigo trata dos nove seminários de agricultura de precisão realizados pelo SENAR em 2012 que serviram para levar informações e desmistificar o tema entre os produtores rurais. Também no livro publicado pela Embrapa, o pesquisador Ricardo Inamasu divulgou o estudo “Adoção da agricultura de precisão no Brasil”, produzido a partir de questionários preenchidos pelos produtores rurais durante os seminários do SENAR. Com esses dados, foi possível levantar o perfil e identificar como os produtores veem a agricultura de precisão, além do quantitativo de quem aplica as técnicas de AP na propriedade. Para conhecer toda a pesquisa, acesse o blog de AP do SENAR – www.canaldoprodutor.com.br/agricultura-precisão.

Este ano, o SENAR também participou da elaboração da agenda estratégica 2015-2030 produzida pela Comissão Brasileira de Agricultura de Precisão, com sugestão sobre capacitações e material didático da área.

Atualmente os estados da Bahia, Distrito Federal, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Pará, Piauí, Paraná, Rondônia, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo, Tocantins, Alagoas, Pernambuco e Rio Grande do Norte participam do Programa de Agricultura de Precisão do SENAR.

Programa Sindicato Forte

As novidades do SENAR não param por aí. A entidade nacionalizou a ferramenta GQS – Gestão com Qualidade Sindical, criada pelo SENAR Minas em 2007, e dez estados participaram da capacitação do programa em 2013. Este ano, Santa Catarina e Amazonas já participaram de treinamento da ferramenta e para 2015 está prevista a aplicação do GQS no Pará. “Pretendemos profissionalizar os dirigentes e colaboradores dos sindicatos rurais para que atuem com qualidade total”, explica o coordenador do Sindicato Forte, Celso Botelho.

Além do GQS, o programa Sindicato Forte investiu na formação de 24 assistentes sindicais em 2014. Os estados da Bahia, Ceará, Distrito Federal, Maranhão, Pará, Paraíba, Santa Catarina, Mato Grosso do Sul e Tocantins participaram da capacitação realizada em setembro. A ideia do SENAR é que cada técnico dê assistência a dois sindicatos em seu estado, no prazo de seis meses. A assessoria deve ter 40 horas/mês em cada sindicato, com encontros presenciais. “Queremos ter um retorno imediato dessa ação, por isso vamos acompanhar esse trabalho de perto com relatórios semanais e mensais”, frisa o coordenador.

O programa Sindicato Forte realizou este ano 13 seminários para apresentação de resultados em 158 sindicatos rurais do Pará, Mato Grosso do Sul, Amazonas e Amapá. Desde a implantação do programa em 2010, 842 sindicatos e 1.858 agentes sindicais rurais participaram da capacitação básica, o que corresponde a 43,7 % do total de sindicatos do sistema CNA. Das 27 Federações de Agricultura e Pecuária, 23 aderiram ao programa e 57,6% dos sindicatos ligados a elas passaram pela capacitação básica. E dos sindicatos que participaram da capacitação básica, 64% elaboraram o planejamento estratégico.

Assessoria de Comunicação do SENAR

(61) 2109-4128

www.senar.org.br

www.facebook/SENARBRasil

www.twitter/@SENARBrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário