sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

Arruaceiro, Aécio faz convocação golpista

 

:

Em vídeo postado nesta sexta-feira, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) decidiu convocar um protesto neste sábado em São Paulo e em outras capitais; "Nós já dizíamos que o escândalo da Petrobras é o maior caso de corrupção do Brasil, mas a coisa não para de crescer. E agora estamos sabendo que não era apenas na Petrobras", afirma Aécio; o tucano, no entanto, não menciona a Cemig, joia da cora de Minas, que está citada numa decisão de Sergio Moro por também ter alimentado o esquema do doleiro Alberto Yousseff; exacerbação de Aécio causa constrangimento no próprio PSDB, onde governadores, como Geraldo Alckmin e Marconi Perillo firmam parcerias com o governo Dilma para governar e resolver problemas concretos da população; Aécio parece ter perdido de vez o juízo, passando a agir como arruaceiro

5 de Dezembro de 2014 às 21:53

247 - O senador Aécio Neves (PSDB-MG), derrotado nas eleições presidenciais deste ano, parece ter perdido de vez o juízo.

Nesta sexta-feira, ele postou um vídeo nas redes sociais convocando a população para protestos em São Paulo e em outras capitais.

"Nós já dizíamos que o escândalo da Petrobras é o maior caso de corrupção do Brasil, mas a coisa não para de crescer. E agora estamos sabendo que não era apenas na Petrobras", afirma Aécio.

O político tucano poderia ter mencionado, por exemplo, a Cemig, joia da coroa de Minas Gerais, que também alimentou o esquema do doleiro Alberto Yousseff.

Quando prendeu diversos empreiteiros, o juiz Sergio Moro, do Paraná, mencionou o inquérito 5045104-39.2014.404.7000.

Eis o que escreveu Sergio Moro a respeito:

A Investminas Participações S/A confirmou, em petição de 21/10/2014 (evento 18) pagamento de 4.600.000,00 (R$ 4.317.100,00 líquidos) à MO Consultoria. Alegou que remunerou conta indicada por Alberto Youssef em decorrência de intermediação e serviços especializados deste na venda de suas ações na Guanhães Energia S/A para a Light Energia S/A, com intervenção a CEMIG Geração e Transmissão S/A. Juntou como prova os contratos e notas fiscais pertinentes, todos com suspeita de terem sido produzidos fraudulentamente. Alegou que Alberto Youssef seria 'empresário que, à época, detinha conhecimento do setor elétrico e reconhecida expertise na área de assessoria comercial'. Aparentemente, trata-se de negócio que, embora suspeito, não estaria relacionado aos desvios na Petrobras.

Os movimentos de Aécio já causam profundo constrangimento no próprio PSDB, onde governadores, como Marconi Perillo e Geraldo Alckmin, firmam parcerias com o governo federal, interessados em governar e melhorar as condições de vida da população. Nesta semana, por exemplo, Alckmin assinou convênios de R$ 3,2 bilhões com a União para combater a crise hídrica em São Paulo.

Aécio, por sua vez, apareceu na lista de políticos presenteados pela OAS (leia mais aqui). Com sua convocação de protestos, num momento em que o Brasil atravessa dificuldades políticas, econômicas e institucionais, ele age não como líder de uma oposição digna de respeito, mas como um arruaceiro, que não sabe perder.

http://www.brasil247.com/pt/247/minas247/162864/Arruaceiro-Aécio-faz-convocação-golpista.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário