quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

Aécio será internado para tratamento?

 

Altamiro  Borges

ALTAMIRO BORGES 4 de Dezembro de 2014 às 06:43

A postura alucinada do cambaleante Aécio Neves já gerou as primeiras reações. O PT finalmente decidiu entrar na Justiça contra suas “infâmias”

O cambaleante Aécio Neves ainda não se conforma com a dupla derrota que sofreu nas eleições de outubro: perdeu na disputa presidencial e foi desalojado do governo de Minas Gerais – que tratava como um latifúndio há doze anos, com direito a “aecioporto” e a outras regalias ainda não reveladas. Temendo ser descartado por outros grão-tucanos, principalmente por Geraldo Alckmin, ele resolveu ocupar o posto de líder supremo da extrema-direita tupiniquim. O senador mineiro-carioca está a cada dia mais histérico, gerando surpresa até em que o conhecia como herdeiro do conciliador Tancredo Neves. Seguindo nesta toada, ele precisará ser internado urgentemente para tratamento... psiquiátrico!
Após a derrota no segundo turno, Aécio Neves colocou em dúvida a lisura do pleito e pediu recontagem dos votos. Com isto, ele estimulou alguns grupelhos fascistas a ocuparem as ruas berrando pela impugnação da eleição e pelo impeachment da presidenta Dilma Rousseff. Na sequência, mais hidrófobo ainda, ele afirmou ao jornalista Roberto D´Ávila, da GloboNews, que não perdeu a eleição para um partido político, mas sim para uma “organização criminosa”. Nesta semana, durante a votação do projeto de ajuste das metas fiscais, o parlamentar – que quase nem aparece no Senado – deu apoio as fascistóides que invadiram o Congresso Nacional e comentaram um atentado contra a democracia brasileira.
A postura alucinada do cambaleante Aécio Neves já gerou as primeiras reações. O PT finalmente decidiu entrar na Justiça contra suas “infâmias”. Segundo o presidente nacional da legenda, deputado estadual Rui Falcão, “estamos interpelando judicialmente o senador mineiro derrotado. Em seguida, processo crime no STF. O PT não leva recado para casa”. Já o líder do PT no Senado, Humberto Costa, ironizou a conduta tresloucada do tucano. “O quixotesco perdedor das eleições continua lutando contra imaginários moinhos de vento. Já estamos em dezembro. Não é possível que, mais de um mês depois do pleito, ele ainda esteja num mundo à parte”. Para ele, Aécio Neves “é um caso inusitado em que a derrota subiu à cabeça”.
Já alguns eleitores de Dilma Rousseff – entre eles o ator José de Abreu – estudam ingressar na Justiça contra o tucano. Eles afirmam que foram desrespeitados em seu voto. Nesta terça-feira (2), o jornalista Janio de Freitas, da Folha, até apresentou argumentos favoráveis à proposta tendo como base as provocações de Aécio Neves na GloboNews. “De fato, ele não perdeu para um partido político. Perdeu para os eleitores, petistas, peemedebistas e nada disso, que lhe negaram o voto e o deram a Dilma. Qualquer deles agora habilitado, desde que capaz de alguma prova de sua adesão a Dilma, a mover uma ação criminal contra Aécio por difamação, calúnia e injúria, e cobrar-lhe uma indenização por danos morais”.
Estas e outras iniciativas podem não dar em nada. Mas não custa estudar a possibilidade de solicitar a imediata internação do cambalente Aécio Neves para tratamento... psiquiátrico!

Nenhum comentário:

Postar um comentário