quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

PARENTE QUER BRIGAR NA JUSTIÇA PARA PRIVATIZAR PETROBRAS EM PARTES

Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil 247 - O presidente da Petrobras, Pedro Parente, afirmou que vai recorrer em todas as decisões da Justiça que impedem a venda de ativos da estatal. Parente reconhece, porém, que isso pode causar atrasos em seu "feirão", em que pretende totalizar US$ 21 bilhões. Uma das suspensões mais relevantes é a do processo de venda da BR Distribuidora, que segue suspensa, assim como a conclusão da alienação da Companhia Petroquimica de Pernambuco (Suape) e da Companhia Integrada Têxtil de Pernambuco (Citepe).
As informações são de reportagem de Ana Paula Ribeiro em O Globo.
"— Vamos trabalhar dentro do marco legal para reafirmar nosso plano diante do Poder Judiciário e reverter essas decisões com recursos a instâncias superiores — disse, após participar de seminários a investidores promovido pelo banco Credit Suisse, em São Paulo.
A venda da distribuidora foi contestada pelo Sindicato dos Petroleiros de Alagoas e Sergipe (Sindipetro-AL/SE) e a 3ª Vara da Seção Judiciária de Sergipe determinou a suspensão. Já a primeira turma do Tribunal Regional Federal da 5ª Região negou o recurso da estatal na terça-feira à noite.
Segundo Parente, no entanto, a estatal vai dar continuidade ao recurso e que, na maior parte dos casos, as decisões de primeira instância são derrubadas pelos tribunais superiores.
O programa de desinvestimento da estatal soma US$ 21 bilhões em 2017 e 2018, superior aos US$ 13,6 bilhões realizados no biênio anterior.
A principal decisão que a Petrobras precisa reverter para chegar a esse montante, no entanto, é a do Tribunal de Contas da União (TCU), que no fim do ano passado determinou a suspensão do programa de vendas de ativos e fez uma série de exigências para tornar esse processo mais transparente. Deve ocorrer nesta quarta-feira a autorização para a venda de alguns ativos."
http://www.brasil247.com/pt/247/economia/278157/Parente-quer-brigar-na-Justi%C3%A7a-para-privatizar-Petrobras-em-partes.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário