sábado, 18 de fevereiro de 2017

GLEISI: ECONOMIA BURRA DE TEMER CRIA EMPREGOS NO EXTERIOR E AUMENTA CRISE NO BRASIL

Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado Paraná 247 - A decisão do governo de reduzir as exigências de conteúdo local — produção industrial brasileira — na exploração de petróleo e gás 'é mais um tiro contra a economia e contra os trabalhadores brasileiros, especialmente os 13 milhões de desempregados', avalia a líder do PT no Senado, Gleisi Hoffmann. Os componentes que Temer pretende permitir que as empresas comprem no exterior podem até custar um pouco mais barato, mas essas aquisições vão gerar empregos do outro lado do mundo, e não no Brasil.
"É uma economia burra. É uma questão de desenvolvimento nacional", diz a senadora. Tanto é assim que a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP) lançou um alerta contra a decisão de Temer. É do estudo 'A Política de Conteúdo Local na Indústria de Petróleo e Gás Natural', citado pela senadora na sexta-feira em pronunciamento no plenário do Senado.
Para a Fiesp, flexibilizar a as exigências de produção nacional nos equipamentos fornecidos para a exploração petrolífera neste momento de crise é um equívoco.
"Dependendo de sua nova configuração pode levar à recessão e ao desemprego ainda mais, especialmente nos setores fornecedores de bens e serviços para extração e desenvolvimento de petróleo e gás natural. O governo Temer promove um ataque sem precedentes aos principais instrumentos de promoção da industrialização nacional", acusa Gleisi.
A política de conteúdo local, diz ela, "não é uma jabuticaba, que só existe no Brasil". 75% dos países em desenvolvimento e 30% dos países desenvolvidos utilizaram-se desse expediente, ainda segundo o estudo da Fiesp.
http://www.brasil247.com/pt/247/parana247/281096/Gleisi-economia-burra-de-Temer-cria-empregos-no-exterior-e-aumenta-crise-no-Brasil.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário