segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

COSTA PINTO LEMBRA QUE ESTADÃO DIZIA QUE MORAES NÃO PODIA NEM COMANDAR A JUSTIÇA

Por Luís Costa Pinto, em seu Facebook - Gostaria de ler os comentários sobre os que escreveram sobre Alexandre de Moraes as penas brandas (com o governo) de Merval Pereira e de um editorial do Estadão.
O que Merval disse hoje na CBN:
"Tudo indica que o atual ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, será o novo ministro do STF. O presidente Michel Temer tinha mais de 20 indicações e pressão pra todo lado. Ele decidiu, então, escolher o candidato dele, que tem também apoio muito grande dentro do Supremo. Terá algumas críticas por ser ministro de seu governo, ser filiado ao PSDB, ligado ao Geral do Alckmin e Aécio Neves, mas a decisão terá apoio no Congresso e no próprio STF. Com essa escolha, Temer não fica refém de ninguém; é uma escolha pessoal."
O que o Estadão escreveu em setembro de 2016:
"O ministro da Justiça e Cidadania, Alexandre de Moraes, não tem mais condições de permanecer no cargo, se é que algum dia as teve. Seu despreparo para tão importante função já estava claro havia algum tempo, mas o episódio em que ele antecipou a realização de operações da Polícia Federal (PF) no âmbito da Lava Jato, justamente na véspera da prisão do ex-ministro petista Antonio Palocci, teria de servir como gota d'água para sua dispensa, em razão de tão gritante imprudência. Infelizmente, porém, o presidente Michel Temer, sabe-se lá por que razões, preferiu contemporizar, correndo o risco de ter de enfrentar novas crises em razão do comportamento irresponsável de Moraes. (...) Mas só se surpreende com Alexandre de Moraes quem não o conhece. O paulistano teve a oportunidade de experimentar seu modo atabalhoado de trabalhar quando ele foi o "supersecretário" do prefeito Gilberto Kassab, entre 2009 e 2010, acumulando funções nos Transportes e nos Serviços. Naquele período, anunciou decisões sem comunicá-las ao chefe, teve de voltar atrás de medidas apressadas que atrapalharam o trânsito e, em meio a enchentes causadas pelo acúmulo de lixo em bueiros, disse que a cidade estava mais limpa do que nunca.
Só velhas relações de compadrio podem explicar como o dono desse desastroso currículo virou ministro da Justiça."
E aí, o Planalto vai encarar um rolo desse tamanho? Só quem tem absoluta certeza de ter dominado tudo comete um ato desses.
http://www.brasil247.com/pt/247/midiatech/278952/Costa-Pinto-lembra-que-Estad%C3%A3o-dizia-que-Moraes-n%C3%A3o-podia-nem-comandar-a-Justi%C3%A7a.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário